Home Empresas BB testa simulador para interação com plataforma do Drex

BB testa simulador para interação com plataforma do Drex

O Piloto Drex é a fase de testes para operações com a moeda digital

por Reuters
3 min leitura

O Banco do Brasil (BBAS3) divulgou nesta quarta-feira que começou a testar uma plataforma que facilita a interação com a plataforma do Drex, a moeda digital do Banco Central. 

A plataforma, que será utilizada pelos funcionários das áreas negociais da instituição financeira, simula a emissão, o resgate e a transferência de Drex e a realização de operações com títulos públicos federais tokenizados.

“A solução possibilita, de maneira simples e intuitiva, a realização de testes dos casos de uso que são objeto da primeira fase do piloto do projeto de moeda digital do Banco Central do Brasil”, afirmou o BB em comunicado à imprensa.

A plataforma de testes está sendo apresentada pelo BB no Febraban Tech, evento de tecnologia e inovação do sistema financeiro, que acontece em São Paulo nesta semana.

“A familiaridade com esses procedimentos é importante, pois, para acessar a plataforma Drex, os usuários precisarão de um intermediário financeiro autorizado”, afirmou o diretor de tecnologia do BB, Rodrigo Mulinari, no comunicado à imprensa.

O Piloto Drex é a fase de testes para operações com a moeda digital. A primeira fase, que termina neste mês, abrange a validação de questões relacionadas à privacidade e segurança dos dados, além dos testes da infraestrutura da plataforma.

A segunda fase, explicou o BB, começa em julho, quando novos casos de uso serão incorporados à plataforma, inclusive ativos não regulados pelo BC — o que prevê, também, a incorporação de reguladores como a Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.