Home Cripto Bitcoin ultrapassa US$ 57 mil com chegada de grandes compradores

Bitcoin ultrapassa US$ 57 mil com chegada de grandes compradores

O bitcoin subia 4,7% para 57.232 dólares, enquanto o ether atingiu 3.290 dólares, o maior valor desde abril de 2022

por Reuters
0 comentário
(Imagem: Pixabay/rubns28)

O bitcoin (BCHUSD) atingiu o maior nível em dois anos nesta terça-feira, a caminho de seu maior rali de dois dias neste ano, em sinais de que grandes players estavam comprando a criptomoeda, enquanto o rival menor, o ether (USDTUSD), ultrapassou 3.200 dólares pela primeira vez desde 2022.

O bitcoin subiu mais de 10% em duas sessões, ajudado pela divulgação na segunda-feira pelo investidor em criptoativos e empresa de software MicroStrategy de que havia comprado recentemente cerca de 3.000 bitcoins por um desembolso de 155 milhões de dólares.

A maior criptomoeda em valor de mercado também foi impulsionada recentemente pela aprovação de fundos negociados em bolsa (ETFs) de bitcoin nos Estados Unidos. Na segunda-feira, os volumes de negociação em vários fundos dispararam e as empresas ligadas a criptoativos também se recuperaram.

O bitcoin subia 4,7% para 57.232 dólares, enquanto o ether atingiu 3.290 dólares, o maior valor desde abril de 2022.

“A oferta é limitada… mas a demanda desencadeada pelos ETFs à vista dos EUA parece ser implacável”, disse Justin d’Anethan, chefe de parcerias na Ásia da Keyrock, um market maker de ativos digitais.

Um grande incentivo agora é o evento de halving do bitcoin em abril. Este processo foi projetado para retardar a liberação de bitcoin, cujo fornecimento está limitado a 21 milhões – dos quais 19 milhões já foram minerados – cortando pela metade a recompensa pela produção dos tokens.

O bitcoin ganhou 32% em valor até agora em fevereiro, rumo ao seu maior ganho em um mês desde janeiro de 2023, e o impulso está crescendo além da comunidade de investimentos.

A plataforma de mídia social Reddit, que em 22 de fevereiro entrou com pedido para listar de suas ações na Bolsa de Valores de Nova York, disse que investiu uma pequena parte de suas reservas excedentes de caixa em bitcoin, ether e matic, o token nativo da rede Polygon, como uma forma de pagamento pelas vendas de determinados bens virtuais.

O ether subiu a um ritmo ainda mais rápido este mês, rumo a um ganho de 41%.

A expectativa está crescendo entre os participantes do mercado sobre a possível aprovação regulatória de ETFs de ether à vista, o que ajudou neste último aumento no preço.

“A perspectiva de um ETF de ethereum à vista é um desenvolvimento adicional para operadores e investidores após o recente lançamento de uma variedade de ETFs de bitcoin”, disse Nick Crawley, estrategista sênior do DailyFX, em nota.

“Isso representa um maior amadurecimento do mercado de criptomoedas e um reconhecimento do papel do ethereum no futuro das criptomoedas dentro do sistema financeiro.”

Ainda assim, especialistas regulatórios e fontes da indústria esperam que a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA avance com cautela nos registros de ETFs de éter à vista, observando que a aprovação da agência dos ETFs de bitcoin pode não indicar sua disposição de avançar com outros produtos criptográficos.

As ações ligadas ao universo de criptoativos também tinham um desempenho positivo nesta terça-feira, com ações da exchange Coinbase subindo 5,8%, enquanto mineradores de bitcoin Marathon Digital e Riot Platforms subiam 5,7% e 0,7%, respectivamente.

O Grayscale Bitcoin Trust, maior ETF de bitcoin, subia 4,4%.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Mail Dinheirama

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.