dinheirama-post-black-friday-brasileiraConhecido no mercado americano, a Black Friday é um acontecimento anual que acontece principalmente nas lojas de varejo, online e off-line, em que uma grande quantidade de produtos eletroeletrônicos ficam com descontos para incentivar as compras de Natal.

No Brasil, o evento está em sua 4ª edição e acontecerá no dia 29 de novembro. Os consumidores interessados em participar já devem se preparar para as compras e aqui no Dinheirama daremos algumas dicas de como se preparar para a Black Friday.

Antes de sair comprando, é importante que o consumidor prepare uma lista dos produtos que pretende comprar para não adquirir aquilo que não precisa. Além disso, vale a pena saber quais são os preços dos produtos antes que eles recebam o desconto.

Segundo o CEO do Cuponomia, portal de reúne cupons de descontos, Antonio Jorge Miranda, no ano passado houve um grande número de denúncias ao Procon sobre varejistas que subiram os preços para dar a ideia de desconto maior. “O ideal é se planejar e não comprar por impulso”, explica.

Para evitar problemas e falsos descontos nas compras, verifique os preços algumas semanas antes da compra (agora é o ideal), faça uma lista de todos os itens que você deseja comprar e vá acompanhando durante os dias antecedentes a Black Friday para ver se não haverá aumento abusivo dos preços.

Recomendamos também que o cliente compre sempre em lojas que já conheça e que sejam reconhecidas pela população, evitando assim lojas de reputação duvidosa ou de procedência desconhecida. Para lidar melhor com esse processo de escolha, fique de olho nas reclamações postadas no site ReclameAqui e nas qualificações do eBit.

A expectativa entre os varejistas é que a edição supere os números do ano passado. Em 2012, segundo levantamento da ClearSale, as vendas online da data somaram R$ 217 milhões.

Apesar de a Black Friday brasileira ser principalmente pela Internet, Antonio vê a possibilidade de as promoções se estenderem para as lojas físicas com o tempo. “Existem rumores de algumas lojas que pretendem fazer a Black Friday”, afirma.

Então atenção: se for comprar, olho nos preços porque pode ser que a Black Friday brasileira seja, mais uma vez, uma “Black Fraude”, como muitos internautas constataram no ano passado. Fique esperto! Nós vamos monitorar também.

Fonte: InfoMoney. Foto Black Friday, Shutterstock.

Igor Oliveira
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários