Agora você confere as principais notícias de 12/03/2018, segunda-feira.

Funcionários dos Correios entram em greve a partir desta segunda-feira

Os funcionários dos Correios vão entrar em greve por prazo indeterminado a partir das 22h de segunda-feira (12), segundo a Fentect, federação que reúne sindicatos da categoria.

O motivo é a mudança no plano de saúde dos trabalhadores, que está em julgamento no Tribunal Superior do Trabalho (TST). A alteração defendida pela gestão da estatal retiraria pais, filhos e cônjuges do plano.

Hoje, a assistência bancada pela empresa supera os R$ 12.000 por funcionário e custa R$ 1,8 bilhão por ano.

Em nota, a Fentect afirma ainda que a estatal vai fechar 2.500 agências próprias. “Todo o desmonte promovido pela gestão dos Correios tende a prejudicar ainda mais os serviços à população”, afirmam.

“Quanto ao reajuste dos preços dos serviços da estatal, a federação e toda a categoria concorda com a sociedade e discorda de aumentos abusivos nos valores”, diz o comunicado.

Governo deve aumentar bônus de auditor da Receita de R$ 3 mil para até R$ 4,5 mil por mês

Pressionado, o governo deve garantir um bônus de eficiência entre R$ 4 mil e R$ 4,5 mil reais mensais para cada um dos auditores da Receita Federal. Esse valor representa um incremento de até 50% em relação ao bônus fixo de R$ 3 mil por mês que vem sendo concedido provisoriamente. Os auditores, porém, querem mais.

A categoria – cujo salário inicial é de R$ 20.123,53 – não aceita esses valores e pressiona por um bônus variável de até R$ 7 mil, com a ameaça de prejudicar a retomada da arrecadação de tributos,  que tem sido fundamental para a melhora das contas públicas.  Segundo um integrante da equipe econômica em “hipótese nenhuma” o valor chegará a R$ 7 mil como querem os auditores.

O governo gastou R$ 23,2 bilhões em 2017 com o pagamento de bônus a servidores do Executivo, de acordo com levantamento do Ministério do Planejamento – que não tem os dados do quanto foi gasto em gratificações aos funcionários do Legislativo e Judiciário. Do total gasto, R$ 1,34 bilhão foi para o pagamento do bônus de eficiência para auditores da Receia e do Trabalho.

Tarifa do aço imposta por Trump coloca empregos em risco, diz ministra alemã

As novas tarifas para importação de aço e alumínio custarão empregos e crescimento econômico, disse à Reuters neste domingo a ministra da Economia da Alemanha, Brigitte Zypries, acrescentando que a União Europeia e outros defensores do livre comércio não se deixarão dividir.

O governo de Donald Trump anunciou na última semana uma tarifa de 25% nas importações de aço e 10 por cento no alumínio, a entrar em vigor em 15 dias, aumentando o receio de uma guerra comercial que pode aumentar preços e reduzir o crescimento global.

A União Europeia afirmou que irá pedir a Organização Mundial do Comércio para adotar suas próprias medidas, mesmo esperando ainda que os 28 países do bloco sejam isentos desta nova tarifa.

“As políticas de Trump estão colocando a ordem da economia global em risco”, disse Zypries à Reuters, por e-mail. “Ele não entende a arquitetura disso, que é baseada em um sistema de mercados globais abertos. Qualquer um que questione isso está colocando em risco prosperidade, crescimento e emprego”.

Empresas americanas que consomem aço e alumínio também criticaram a medida, afirmam que serão prejudicadas pelo aumento de custos.

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários