O brasileiro efetivamente faz jus a fama de deixar questões importante para a última hora, prova disso são os números da Receita Federal informando que boa parte das pessoas ainda não enviaram a declaração anual de imposto de renda faltando poucos dias para o prazo final.

De acordo com o Fisco, são esperadas 28,8 milhões de declarações que a Receita espera receber até o fim do prazo para entrega, no dia 30 de abril. Ainda faltam ser entregues mais de 11,7 milhões de declarações.

Para preencher a declaração, é preciso baixar o programa gerador no site da Receita Federal. Clique aqui para baixar.

Se preferir, o contribuinte pode prestar contas por meio de aplicativos em tablets e smartphones.

O contribuinte que não fizer a declaração ou entregá-la fora do prazo fica sujeito ao pagamento de multa de, no mínimo, R$ 165,74. O valor máximo é correspondente a 20% do imposto devido.

Aproveite! Ebook gratuito com tudo o que você precisa saber para investir

Quem deve declarar?

Deve declarar o IR neste ano quem recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2017. O valor é o mesmo da declaração do IR do ano passado.

Também deve declarar:

  • Contribuintes que receberam rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha sido superior a R$ 40 mil no ano passado;
  • Quem obteve, em qualquer mês de 2017, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;
  • Quem teve, em 2017, receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50 em atividade rural;
  • Quem tinha, até 31 de dezembro de 2017, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil;
  • Quem passou à condição de residente no Brasil em qualquer mês do ano passado e nessa condição encontrava-se em 31 de dezembro de 2017.

Quem optar pela declaração simplificada abre mão de todas as deduções admitidas na legislação tributária, como aquelas por gastos com educação e saúde, mas tem direito a uma dedução de 20% do valor dos rendimentos tributáveis, limitada a R$ 16.754,34, mesmo valor do ano passado.

De graça: O melhor Ebook com detalhes para te ajudar a declarar seus investimentos

Dúvidas com os investimentos

Desde que o prazo para o início da entrega das declarações começou, por aqui também começamos a receber centenas de dúvidas, principalmente no quesito investimentos.

Junto aos parceiros da modalmais (Clique e abra sua conta na gratuitamente) nossa equipe dedicou boa parte do tempo respondendo as dúvidas e criando material adicional que ajudasse na consulta de dúvidas que eram compartilhadas por muitos leitores.

O Conrado Navarro (fundador do Dinheirama) participação de uma série de vídeos sobre o tema com especial olhar sobre os investimentos (Tesouro Direto, Fundos, Ações, Cdb, Lci, Lca, Etfs, entre outros).

Você pode acompanhar esse especial, clicando aqui.

Ebook “Imposto de Renda – Saiba como declarar seus investimentos da maneira certa”

Para ir mais fundo e oferecer o melhor conteúdo (sempre) nossa equipe, com o apoio dos especialistas da modalmais desenvolveu um ebook único, um verdadeira manual de consulta para declarar os investimentos de maneira correta.

Para ter acesso ao material gratuito, é muito simples, você só precisa clicar aqui e baixar o material. Tudo de forma simples e sem nenhum tipo de pagamento.

Faltam poucos dias para o termino do prazo do envio da declaração, então, fica registrado mais uma vez o alerta de para não deixar tudo para o último momento.

Grande abraço e bom proveito!

Aproveite! Ebook gratuito com tudo o que você precisa saber para investir

Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários