Olá amigo leitor, tudo bem? Chegou mais um Top 5 Dinheirama. Como você já sabe, todo início de semana, publicamos uma seleção com o resumo dos cinco artigos mais lidos, comentados e compartilhados da semana anterior.

A ideia é lhe oferecer um panorama das preferências de outros leitores do Dinheirama e reunir os artigos de forma a oferecer um começo de semana mais proveitoso.

Os artigos mais lidos na semana passada foram:

Aprenda a investir com Leandro Martins: Curso de bolsa (aula 3: Minicontratos)

Quem acompanha meu trabalho sabe o quanto valorizo a oportunidade de trocar experiências.

Não tenho dúvidas de que é no dia a dia que o investidor ganha a experiência e o conhecimento necessário para aproveitar as oportunidades, que nem sempre estão visíveis, para quem não tem o mínimo de conhecimento.

Durante os onze anos de existência do Dinheirama já estive por aqui diversas vezes, desta vez, pensei em oferecer algo um pouco diferente, um curso de Bolsa de Valores, a partir das lives que fiz nos últimos meses na modalmais, que também é parceira de investimentos do Dinheirama.

Clique aqui para ler o post completo

Não é pelo dinheiro – o que a nova geração busca com a profissão?

Muitas pessoas questionam sobre o impacto que os Millennials têm tido no mundo profissional. Muitos dizem que se trata de “uma geração inquieta”, com pouco tempo de permanência nos empregos (job jumpers) e cujo comportamento é difícil de entender.

Com base no que temos visto se desenrolar no mercado, ousamos oferecer uma visão diferente: achamos que é muito mais uma geração que prioriza o propósito acima do sucesso. Uma geração que pensa em impacto (e não em plano de carreira) para nortear suas escolhas profissionais. Na plataforma da Revelo, inclusive, vemos que mesmo diante de ofertas financeiramente mais atraentes, 61% dos millennials preferem propostas de empresas com maior impacto, com missão mais inspiradora, e com tração mais relevante.

Clique aqui para ler o post completo

Você está preparado para o futuro e tudo o que ele reserva?

Se pudesse saber o que o futuro te reserva, você o faria? Não são poucas às vezes em que nos questionamos se o dia de amanhã será melhor que o de hoje, não é verdade? Em que nos sentamos para refletir pensando se um problema de agora ainda persistirá por muito tempo ou se algumas coisas que tanto esperamos vão realmente ocorrer. Pois é! Nem sempre é fácil esperar! Mas somos humanos, isso é normal. Mas e quando falamos sobre o futuro do mundo, da sociedade, dos mercados?

Se em relação a nossas vidas, falar demais em futuro pode até prejudicar o momento presente (até porque, cá entre nós, são as nossas ações de hoje que gerarão a maior parte  do nosso futuro – e falaremos mais sobre isso adiante), quando se trata de pensar em um futuro para o todo, já não acho tão ruim. Na verdade, acho até interessante fazermos alguns exercícios agora para buscar entender os panoramas que virão, de forma que possamos nos adaptar melhor, nos preparar e até diminuir riscos.

Clique aqui para ler o post completo

Fintechs e bancos digitais: você só tem a ganhar com eles

Caro leitor, temos falado muito – e toda a mídia especializada também – sobre fintechs e bancos digitais. Isso não acontece à toa, já que a inovação trazida por eles vem possibilitando uma série de mudanças na forma como pessoas comuns lidam com as finanças, e como instituições tradicionais observam e agem conforme a demanda de mercado. Quem é não gostaria de ter uma conta sem ter que pagar tantas taxas? Ou um cartão de crédito internacional sem anuidade? Ou pedir um empréstimo online, sem burocracia ou intimidação? Qualquer um, não é mesmo? Eu gostaria e você também! Imagine, então, quem nunca teve a acesso ao sistema bancário? Abre-se um mundo novo!

As mudanças, inclusive, vêm ocorrendo cada vez mais rapidamente. Desde o dia 1º deste mês de julho, por exemplo, uma autorização do Banco Central permite a portabilidade do recebimento de salário para bancos digitais e fintechs. Até então, esta transação só poderia acontecer de banco para banco, levando-se em conta, é claro, o formato tradicional de instituição bancária. Veja que é muito importante estar por dentro de todas essas mudanças para não perder oportunidades!

Clique aqui para ler o post completo 

Fim de mandato ou fim de feira? A espera pelo próximo presidente

O presidente Michel Temer tenta se manter vivo em final de mandato, assim como seus ministros quase interinos.

Nessa fase de Copa do Mundo, festas juninas e recesso do Judiciário está difícil encontrar algum posicionamento do governo. O foco fica praticamente na movimentação dos pré-candidatos ao Palácio do Planalto e possíveis coligações, majoritárias ou não.

Temer ainda busca algum evento para aparecer discursando sobre os feitos de seu governo, mas a economia teima em não acelerar, e ao contrário ingressa em novo momento de desaceleração.

Clique aqui para ler o post completo

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários