Desta vez eu gostaria de falar sobre mentores. Muito se tem falado sobre mentoria nas mais diversas áreas. Há possivelmente um mentor “ideal” para o seu negócio, para suas finanças, para o lado espiritual, e até para os seus relacionamentos, não é verdade?. Mas deixando à parte tudo que envolve a palavra em seus mais modernos e individuais conceitos, vamos pensar que um mentor, de forma geral, é alguém que pode te dar uma certa coordenação, um auxílio, te ajudando a enxergar melhor os caminhos e colocar em prática o que precisa ser feito para as coisas saírem da forma como você gostaria.

A palavra mentoria, aliás, vem de “mentoring” em inglês, traduzido habitualmente como “tutoria” ou “apadrinhamento”. Na prática, é quando alguém com mais experiência em determinado assunto ajuda alguém com menos experiência. E apesar de achar que cada um tem que viver seus próprios caminhos, riscos, e aprendizados, como não pensar também que pode ser positivo receber aquela mãozinha de quem sabe um pouco mais e está disposto a ajudar, não é mesmo? Ganham os dois na verdade.

Quem são os seus mentores?

Pois bem, a minha pergunta agora é: “Quem são os seus mentores na vida?” Será que você anda escolhendo direito quem merece ocupar uma posição tão importante dentro dela? Será que você até mesmo tem procurado as pessoas certas para servirem como mentores? Muitas vezes estamos tão perdidos, vendo que está faltando aquele toque de alguém mais experiente, mas não achamos -independente da razão – que uma outra pessoa pode nos auxiliar. Será mesmo?

Acredito que a experiência de outros que já passaram por situações semelhantes pode ajudar muito. Ainda que não acreditemos que a decisão de outros tenha sido a certa ou que os nossos rumos tenham que ser diferentes, ouvir, ou apenas observar alguém que já passou por situação semelhante, pode nos ajudar a tomar decisões. Seja fazendo igual, seja fazendo diferente. E não é preciso ficar procurando mentores profissionais no mercado, basta tomar cuidado ao escolher, refletindo o que você realmente precisa em determinado momento da vida.

Como escolher

Como já disse, acredito que você deve procurar pessoas que façam sentido naquele momento. Se está buscando orientação para um negócio, por exemplo, alguém que já empreendeu bastante certamente terá algo importante a lhe ensinar, mesmo que sejam os erros cometidos. Se está se divorciando e precisa de uma orientação para recomeçar, alguém que já tenha passado por isso e hoje esteja bem e feliz, também terá orientações positivas a lhe fazer.

É claro que cada um de nós tem suas próprias formas de pensar e agir, e o que serve para um muitas vezes não nos serve. Mas em determinadas situações, no lugar de ouvir a opinião de tanta gente que talvez nem faça ideia do que acontece com você e, mesmo assim, tenta lhe dar orientação, que tal ir na fonte certa? Como dizem, não dá para julgar sem estar na mesma pele, não é mesmo?

Talvez seja por isso que os grupos para assuntos específicos nas redes sociais fazem tanto sucesso. Às vezes tudo que precisamos é conversar com alguém que vive as mesmas questões. Talvez, neste caso, nem se trate de mentoria, afinal está todo mundo no mesmo barco, mas sempre será possível achar, mesmo neste caso, quem tenha mais ou menos experiência em lidar com determinadas situações, entende?

E quem te inspira?

Além de mentoria prática ou de compartilhar suas questões com quem as vive de forma semelhante, outra maneira de tentar obter auxílio através de outras pessoas é buscar inspiração em quem realmente faz sentido para você. Se a ideia é conseguir sucesso financeiro, nos negócios, ou até mesmo mais qualidade de vida, há muita gente boa que pode inspirar.

Só tome muito cuidado, é claro, para que no lugar de se sentir inspirado, você passe a sentir-se pressionado, fazendo comparações sem sentido. Não é porque a blogueira fitness perdeu 20 quilos que você, que está tentando iniciar a dieta, também precisa estar assim, percebe? É preciso pesar e buscar equilíbrio, realizando eventuais mudanças no seu ritmo e tempo.

Desta forma, também procure seguir quem te faz bem, que possa ajudar com informações ou exemplos, mas sem achar que aquela pessoa tem as respostas para tudo. Ninguém tem, estamos todos aprendendo, ainda que em fases diferentes do jogo. E lembre-se que, às vezes, a pessoa mais simples que você conhece pode ter as palavras e o exemplo mais adequados para que o seu dia comece melhor. O que não fizer sentido, delete, pare de acompanhar. Nossa mente só precisa e merece absorver o que tem significado. Vamos juntos?

Conrado Navarro
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários