Você já pensou em comprar um produto online e pagar somente depois do recebimento? Parcelar uma compra mesmo sem ter cartão de crédito? Deixar de usar o limite do cartão para adquirir a viagem dos sonhos a prazo? Possivelmente a resposta para essas perguntas é positiva. E como nós do Dinheirama sempre procuramos trazer as possibilidades do mercado para você conhecer, desta vez conversamos com Gabriel Franco, CEO da KOIN. A KOIN é uma fintech que oferece meios de pagamento online e pós pagos para seus usuários. Ou seja, você faz a compra antes, recebe e escolhe como pagar depois. O risco quem assume é a empresa.

A Koin iniciou as atividades em 2014, mas acabou crescendo muito além do esperado e precisou parar para organizar-se internamente e também com relação ao plano de negócios. Estes acertos, aliás, são bastante comuns no mundo das startups. “Errar, corrigir o erro rapidamente e acertar a direção faz parte”, conta Gabriel. Conheça melhor a KOIN!

Gabriel, poderia nos contar um pouco sobre sua trajetória até chegar na KOIN?

Gabriel Franco: Sou formado em Administração com MBA em Gestão Empresarial. No início da carreira, passei por empresas do setor financeiro como o Bradesco e o Citibank, depois fiz parte da operação logística da empresa ALL durante 3 anos. Na sequência, empreendi por 6 anos no ramo de mineração e fui executivo de uma empresa de BPO – Folha de pagamento e gestão de benefícios. Saí para participar do projeto da OQVestir, primeiro e-commerce de moda feminina do Brasil, que estava em um momento de captação de recursos. Lá permaneci durante 5 anos como Diretor Financeiro de Operações. Em 2017, fui convidado a fazer parte do time KOIN como CEO.

Pode falar um pouco sobre cada produto oferecido e como tem sido a aceitação? 

G.F.: Hoje, a KOIN oferece soluções e financiamento online e real time para Checkout e Recuperação de Carrinho. No checkout, o cliente tem a opção de realizar uma compra via boleto parcelado e pós-pago, sem necessidade de expor dados financeiros na internet. Para isso, basta selecionar KOIN como forma de pagamento no checkout do e-commerce e escolher se quer pagar em uma ou mais parcelas. Em seguida o pedido será analisado e, rapidamente, a KOIN envia o retorno da análise. No caso dos pedidos aprovados, o cliente recebe por e-mail o boleto para pagamento com data de vencimento após recebimento do produto e, na opção de compra parcelada, recebe mensalmente seu boleto referente à cada parcela.

Para o mercado (lojista), a KOIN se apresenta como a única opção de financiamento online e real time, que pode ser somada as opções no checkout da loja.

Assim que o pedido do cliente é aprovado, a KOIN comunica a aprovação para o lojista, para que ele possa enviar o produto, otimizando o giro do estoque. Todo o risco da operação é monitorado e de responsabilidade da KOIN. A solução é de fácil integração e as APIs são compatíveis com as tecnologias e plataformas de e-commerce mais utilizadas no país.

E com a solução KOIN Recuperação de Carrinho, a loja pode oferecer uma opção de financiamento online e real time, simples e rápidano momento da compra, para os clientes que tiveram o pedido negado por outros meios de pagamento convencionais. O funcionamento acontece com a integração das equipes Lojista e KOIN.

A KOIN começou em 2014, acabou crescendo além do previsto, e parou um certo tempo para balanço até voltar às atividades com força total novamente, certo? Pode contar um pouco sobre este período? Qual o aprendizado obtido? Errar e retomar faz parte do caminho das startups em geral?

G.F.: Errar, corrigir o erro rapidamente e acertar a direção faz parte. No caso da KOIN, tínhamos muito a aprender sobre o nosso produto, a quem se destina, e em que mercados tem melhor aderência. Fizemos inúmeros testes e continuamos testando. Hoje temos absoluta convicção de que oferecemos aos nossos clientes e estamos muito focados em oferecer uma experiência cada vez melhor. Tiramos do nosso pipeline alguns setores e focamos em outros, por exemplo o de turismo, onde percebemos uma oportunidade enorme para o lojista e para o consumidor.

A inspiração para a criação da KOIN veio da Suécia. Vocês estão sempre de olho no que está sendo realizado ao redor do mundo em termos de inovação?

G.F.: Claro. Estamos sempre de olho no que está acontecendo por aí, participamos de feiras internacionais, etc. Acompanhamos o que acontece em Tecnologia e Negócios.

Com relação ao público-alvo (lojistas e consumidores), o que a KOIN oferece em termos de vantagem para cada um? 

G.F.: Nosso modelo, único na América Latina, tem como proposta de valor oferecer aos atuais e potenciais e-consumidores a experiência de ser pós-pago, 100% seguro, descomplicado, simples e rápido. E para os lojistas nossa proposta de valor está atrelada a novas vendas (Já que se trata de uma nova opção de pagamento que permite parcelamento de compras independe do cliente ser bancarizado ou ter cartão de crédito), Risco Zero e Velocidade no giro de estoque. Garantimos que o lojista não fique com o estoque parado até o boleto ser compensado. Temos outras vantagens e benefícios que podem ser analisadas no nosso site www.koin.com.br

Como funciona a questão da aprovação e análise de risco? Todo mundo pode usar os produtos? Como vocês fazem para minimizar os riscos, já que provavelmente quem tende a usar é um público que já não tem conta corrente ou cartão?

G.F.: Primeiro gostaria de esclarecer que não é correto afirmar que o público que tende a usar não tem conta corrente ou cartão. Grande parte dos nossos clientes atuais, tem sim, e vê valor na nossa proposta, prefere receber o produto antes de pagar, não quer comprometer o limite do cartão e outras vantagens já citadas acima. Sobre a análise de riscos, aliamos tecnologia de ponta, modelos estatísticos avançados e um time apaixonado pelo que faz. Usamos informações disponíveis no mercado e de relacionamento dos consumidores com a KOIN para tomada de decisão.

A KOIN tem quantos parceiros hoje? Como são escolhidos?

G.F.: Hoje a KOIN tem por volta de 125 parceiros operando. A escolha desses parceiros é feita através de clientes com ticket médio a partir de R$350,00 e que tenham a plataforma já integrada com a KOIN. Nosso foco está nos seguimentos de móveis, magazines e, mais recentemente, agências de turismo online.

Quais as perspectivas da empresa para os próximos anos?

G.F.: A nossa solução de financiamento online e realtime é muito forte e ainda temos um espaço muito grande para ocupar no mercado online. Também temos bastante convicção de que a nossa solução é aderente às carências e necessidades do mundo físico e, a qualquer momento, entraremos com as nossas soluções para o mercado offline. A nossa perspectiva para os próximos 3/4 anos é atingir uma participação de 10% do mercado online, o que acreditamos que é bastante factível.”

Para encerrarmos, como avalia o papel das fintechs dentro do mercado brasileiro?

G.F.: As fintechs são como agentes transformadores de um mercado muito concentrado, seletivo e nível de serviço bastante questionável. A KOIN, através de soluções inovadoras de financiamento online e real time, permite que mais clientes tenham acesso a um financiamento com taxas competitivas, com um processo sem burocracia, experiência diferenciada e atendimento muito mais próximo, diferente do que teriam se tentassem ter um financiamento através dos veículos tradicionais.

Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários