Olá amigo leitor, tudo bem? Chegou mais um Top 5 Dinheirama. Como você já sabe, todo início de semana, publicamos uma seleção com o resumo dos cinco artigos mais lidos, comentados e compartilhados da semana anterior.

A ideia é lhe oferecer um panorama das preferências de outros leitores do Dinheirama e reunir os artigos de forma a oferecer um começo de semana mais proveitoso.

Os artigos mais lidos na semana passada foram:

Os erros podem ser nossos melhores amigos

Nesta semana minha irmã me enviou um vídeo sobre erros. Nele, a narradora contava a forma com que uma tribo africana costumava reagir quando alguém da aldeia cometia um erro. No lugar de acusar ou jogar pedras, como costumamos em geral fazer na sociedade em que vivemos, a pessoa que cometeu o erro era levada até o centro da aldeia e então os membros da tribo começavam a dizer em voz alta, um de cada vez, tudo de bom que aquela pessoa já havia feito em algum momento. A intenção era ajudar a pessoa a não se culpar, e seguir em frente levando recordações de suas atitudes positivas. Bonito, não?

Costumamos, ao contrário dessa tribo, ser muito intolerantes com os erros dos outros e também com os nossos próprios erros, e esse vídeo me fez avaliar que há algo que não está certo nisso. Precisamos aprender com o exemplo da tribo africana e, como dizem, seguir com o baile da vida após cometer um erro. Afinal, não é um erro que nos define como pessoas.

Clique aqui para ler o post completo 

5 fatos (óbvios) sobre finanças pessoais que todo mundo deveria saber:

Já estou vivendo (e aprendendo) profissionalmente no mundo das finanças pessoais por 11 anos, mas, desde que me conheço por gente vivo intensamente a educação financeira.

As lições de casa foram importantes e me transformaram em alguém que fez das finanças pessoais um estilo de vida. Por conta desse relacionamento franco com o dinheiro, aprendi certas questões fundamentais sobre como planejar e viver com liberdade.

A liberdade que o planejamento me proporcionou me fez enxergar 5 fatos (óbvios) sobre finanças pessoais, acredito que todos também deveriam saber. Tomo a liberdade de compartilhar o que aprendi com vocês:

Clique aqui para ler o post completo 

Felicidade de verde ou apenas um punhado de likes?

Atletas. Ricos. Felizes. Realizados. Perfeitos como pais. Incríveis como filhos. Humildes. Altruístas. Engajados. VIRTUAIS.

Deu uma volta no lago da cidade? Foto pro Insta. Foi comer em um restaurante diferente? Insta. Está vendo um show? Assiste pela tela do celular enquanto filma para postar no Facebook. Exemplos ridículos, mas comuns (e apenas a ponta do iceberg).

Exposição. Entre sermos felizes de fato e parecermos mais felizes que nossos pares (amigos, parentes e gente que invejamos), optamos pela segunda opção porque isso causa um impacto público maior, embora ele seja temporário, mentiroso e, ultimamente, virtual.

Em outras palavras, abrimos mão de viver as experiências (registrando e mantendo todos os detalhes entre nós e nossa família) para nos transformarmos em buscadores de likes, como se esse fosse o indicador principal do quanto aquela experiência foi realmente valiosa.

Clique aqui para ler o post completo 

Dez dicas práticas para quem não consegue poupar

Olá caro leitor! Vamos falar sobre poupar dinheiro? Acho que esta é uma das coisas principais quando pensamos em organizar as finanças, já que qualquer projeto de organização financeira que se preze começa com um plano e uma ação real no sentido de não gastarmos todo o dinheiro que entra, mas destinarmos ao menos parte dele para finalidades maiores, como investimentos, a formação de uma reserva de emergência ou a realização de um sonho.

Só que poupar pode não ser tão fácil assim para muita gente. E tem menos a ver com a quantidade de dinheiro que entra na conta do que com hábitos adquiridos ao longo do tempo. Poupar requer esperar por uma satisfação que não será momentânea, e a psicologia econômica trata muito disso. Como realizar uma mudança real neste sentido? Muita calma nesta hora! Preparei 10 dicas práticas para ajudá-lo! Vamos lá?

Clique aqui para ler o post completo 

Aprenda a investir com Leandro Martins: Curso de bolsa (Aula 7: Boletas para operar na Bolsa)

Quem acompanha meu trabalho sabe o quanto valorizo a oportunidade de trocar experiências.

Não tenho dúvidas de que é no dia a dia que o investidor ganha a experiência e o conhecimento necessário para aproveitar as oportunidades, que nem sempre estão visíveis, para quem não tem o mínimo de conhecimento.

Durante os onze anos de existência do Dinheirama já estive por aqui diversas vezes, desta vez, pensei em oferecer algo um pouco diferente, um curso de Bolsa de Valores, a partir das lives que fiz nos últimos meses na modalmais, que também é parceira de investimentos do Dinheirama.

Clique aqui para ler o post completo 

 

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários