Por quê você deve ler mais (e sempre)

As pessoas próximas sabem que tenho um orgulho grande de ser um leitor ávido. Nem sempre foi assim, demorei para desenvolver o gosto pela leitura.

Felizmente encontrei ao longo da minha carreira acadêmica e profissional pessoas que me fizeram incentivaram a ler. Percebi, que a leitura poderia ser mais do que eu esperava e aos poucos se tornou uma companheira constante na minha jornada.

Se eu tive a sorte de ser incentivado quanto a leitura o mesmo não acontece com boa parte das pessoas.

O mercado literário passa por uma grande crise, alguns justificam o alto preço dos livros. Caro, barato no fim tudo é relativo e acaba sendo uma desculpa mais do que conveniente.

10 motivos que mostram que você deveria ler mais (e sempre)

Diariamente o Dinheirama é lido por muita gente, a internet facilita e muito o acesso a leitura.

Quero aproveitar esse espaço para compartilhar alguns (bons) motivos para incentivar às pessoas a lerem mais. Acompanhe:

  1. Porque ler aumenta o seu vocabulário. Você aprende palavras novas, sinônimos e expressões diferentes;
  2. Porque ler desperta sua curiosidade, ao mesmo tempo em que aguça (e explora) sua imaginação. Você coloca outras partes de seu cérebro para funcionar;
  3. Porque ler estimula a criatividade. Ao conhecer diferentes histórias e pontos de vista, você terá mais argumentos e pontos de apoio para criar suas próprias versões das coisas com autenticidade e estilo;
  4. Porque ler permite que você aprenda com os erros e caminhos dos outros. As biografias são excelentes maneiras de observar comportamentos, atitudes e suas consequências;
  5. Porque lendo mais você aprende a se comunicar melhor, de forma mais clara, objetiva e assertiva. Aos poucos, você transforma o vocabulário em opinião, além de construir narrativas de melhor qualidade;
  6. Porque ler aumenta o seu poder de persuasão. Argumentos, fatos, opiniões, quanto mais você absorve sobre os temas que estuda, melhor se prepara para apresentações em público, conversas informais e/ou encontros profissionais;
  7. Porque ler diminui a ansiedade, acalma os ânimos e desperta prazer. O ato de ler estimula positivamente nosso sistema nervoso e nossa capacidade cognitiva;
  8. Porque ler aumenta sua propensão a ser disciplinado em outras áreas de sua vida. Começar e terminar um livro requer foco, atenção e compromisso, habilidades e características que fazem diferença em todas as áreas de sua vida;
  9. Porque ler faz você ser mais crítico, cuidadoso e atento aos acontecimentos de seu entorno. Você aprende a escolher melhor suas amizades, a lidar com sua grana, a interpretar desdobramentos políticos e econômicos do país. Você sempre cresce intelectual e emocionalmente quando lê;
  10. Porque ler não tem efeito colateral. Ou você aprende uma palavra nova, ou fica mais calmo, ou conhece uma história diferente, ou desperta a imaginação, ou passa a saber de algo que não sabia sobre qualquer coisa. Ler não machuca, não dói e não incapacita.

Conclusão

Você pode já ter ouvido que ler é legal, importante e que deve ser um hábito para a vida toda. Certo.

Você só leu coisas óbvias mais uma vez hoje aqui, típicas de quem gosta de “chover no molhado”. Vai ver, ler também deixa a gente com MAIS vontade de fazer MAIS e MAIS pessoas lerem cada vez MAIS. Ler é MAIS. Ler é DEMAIS e pode mudar sua vida (para melhor) como mudou a minha.

Tamo junto! Fui…

Conrado Navarro
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários