Olá amigo leitor, tudo bem? Chegou mais um Top 5 Dinheirama. Como você já sabe, todo início de semana, publicamos uma seleção com o resumo dos cinco artigos mais lidos, comentados e compartilhados da semana anterior.

A ideia é lhe oferecer um panorama das preferências de outros leitores do Dinheirama e reunir os artigos de forma a oferecer um começo de semana mais proveitoso.

Os artigos mais lidos na semana passada foram:

3 decisões que farão seu dinheiro deixar de ser um problema

Não existe uma fórmula mágica e transformadora que permita, do dia para a noite, deixar as pessoas mais ricas (ou menos pobres), mas posso afirmar categoricamente que é possível identificar caminhos que conduzem a uma vida mais próspera e feliz.

A frase de Machado de Assis, “O dinheiro não traz felicidade para quem não sabe fazer com ele”, retrata bem a relação que o brasileiro tem com o dinheiro. A felicidade não está no dinheiro em si, mas na relação que mantemos com ele, que nem sempre é transparente e sadia.

Depois de um ano cheio de denúncias de corrupção, onde o cerne do problema foi (e ainda é) a má utilização de recursos públicos (dinheiro na cueca, na mala, em sacos pretos transportados por lá e acolá), fica a impressão de que ser bem-sucedido financeiramente é um pecado mortal.

Clique aqui para ler o post completo

Crowdfunding imobiliário: Conheça esta nova opção de investimento da economia compartilhada

Você já ouviu falar em Crowdfunding imobiliário? Trata-se de uma forma de investir diretamente na construção de um empreendimento através do uso de tecnologia e modernos conceitos de economia compartilhada. Através dele, o pequeno investidor consegue acessar investimentos que antes eram restritos a pessoas ou entidades que concentravam altas cifras e, assim, obtinham taxas de rentabilidade muito interessantes. Ao mesmo tempo, o empreendedor consegue se financiar a um custo de capital mais baixo e por meio de um processo ágil e desburocratizado.

Para entender mais sobre o assunto, conversamos com Maurício Carrer, head de negócios da Glebba, que recebeu a homologação para operar pela CVM em março de 2018 e lançou sua primeira captação em julho.

Clique aqui para ler o post completo

O que uma máscara de oxigênio pode nos ensinar sobre finanças?

Se você já tomou algum voo na vida, deve se lembrar daquela mensagem de segurança que é passada logo no início aos passageiros e que diz que, em caso de despressurização do ar, deve-se colocar a máscara de oxigênio inicialmente em si mesmo e depois nos outros que eventualmente precisem de ajuda. Lembrou? Pois bem, hoje vamos refletir sobre como esse alerta também pode nos ensinar muito no caso das finanças. Quer ver só?

No caso do avião, a necessidade de colocar a máscara primeiro em si mesmo vem do fato que, caso você não faça isso e não consiga respirar, também não conseguirá mais ajudar ninguém (nem crianças, nem idosos, nem aqueles que ficarem desesperados). Por isso é importante que se garanta antes para depois auxiliar os outros. Na vida financeira também deveria ser assim, mas infelizmente não é bem o que acontece em boa parte das vezes.

Clique aqui para ler o post completo

Conheça 5 investimentos que podem mudar pra sempre sua vida

Alcançar o sucesso na carreira e também a independência financeira são objetivos de muitos brasileiros. Ao longo do tempo, temos observado que existem algumas formas inteligentes de chegar lá. Todas elas, no entanto, passam por tratar os investimentos como uma grande prioridade.

As pessoas que fazem fortuna são, via de regra, pessoas obstinadas e que enxergam oportunidades onde muita gente só vê barreiras; são pessoas que vão além da mesmice e que não se conformam apenas com o convencional nas decisões de investimentos.

Clique aqui para ler o post completo

Ninguém sabe o que vem pela frente, tampouco faz ideia de como as coisas estarão dentro de alguns anos. De certa forma, isso é o que faz a vida ser tão interessante. Estaremos casados? Seremos donos do próprio negócio ou estaremos trabalhando para os outros? Seremos bem-sucedidos? Ainda estaremos morando no Brasil?

O exercício natural proposto pela maioria dos especialistas consiste em imaginar-se no futuro e, a partir da visão desejada (ou do que você não quer que aconteça), definir as ações a serem realizadas, hoje, para chegar lá. Alguns sugerem inclusive que você imagine estar no seu próprio funeral.

Clique aqui para ler o post completo

Pedro Virla
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários