Home Economia e Política Bolsa de metais de Londres irá cumprir sanções contra Rússia

Bolsa de metais de Londres irá cumprir sanções contra Rússia

A recente decisão de Washington e Londres visa prejudicar as receitas de exportação da Rússia, enquanto Moscou segue com invasões à Ucrânia

por Reuters
0 comentário

A Bolsa de Metais de Londres (LME, na sigla em inglês) apresentou neste sábado as medidas que está tomando para cumprir as novas sanções dos Estados Unidos e do Reino Unido que proíbem aceitar novo alumínio, cobre ou níquel produzido pela Rússia e proíbem a importação dos metais para os dois países.

A LME disse reconhecer que o anúncio do pacote de sanções feito na sexta-feira pode ser um certo grau de incerteza no mercado. A Rússia é um grande produtor de alumínio, cobre e níquel.

A LME disse que vai impor uma suspensão imediata da garantia do metal russo produzido a partir de 13 de abril. “A LME e a LME Clear estão adotando medidas para permitir a participação contínua no acordo de resolução diária de membros e clientes”, dizia o comunicado.

No entanto, afirmou que os metais russos produzidos antes do dia 13 de abril podem ser garantidos pelo proprietário do metal e podem ser adquiridos pela LME Clear e por membros e clientes do Reino Unido.

A recente decisão de Washington e Londres visa prejudicar as receitas de exportação russas, enquanto Moscou segue com invasões em grande escala à Ucrânia, que já mataram e feriram dezenas de milhares de pessoas e reduziram cidades a escombros.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.