Home Empresas “Bônus” de Itaipu vai contribuir para redução da conta de luz em julho

“Bônus” de Itaipu vai contribuir para redução da conta de luz em julho

“É uma maneira de a Itaipu contribuir para a redução do preço da energia de boa parte da população brasileira”

por Reuters
0 comentário

O saldo da conta de comercialização da energia hidrelétrica de Itaipu foi positivo em 399,28 milhões de reais em 2023, em recursos que vão ajudar a reduzir a conta de luz em julho, segundo informações divulgadas pela usina binacional.

Os valores, posteriormente revertidos em um “bônus” a consumidores, referem-se ao que foi devolvido pelas distribuidoras de energia conforme diferimentos de repasse tarifário com base nos saldos da “Conta Itaipu”, que resulta de todos os créditos e débitos que a estatal ENBPar tem com a comercialização de energia da usina.

O desconto será direcionado a unidades consumidoras de até 350 kilowatts-hora (KWh) mensais, variando conforme o consumo individual mensal ou seja, quem gastou mais energia ganha um crédito maior.

“É uma maneira de a Itaipu contribuir para a redução do preço da energia de boa parte da população brasileira”, afirmou o diretor-geral brasileiro do empreendimento, Enio Verri.

Em despacho publicado nesta semana, a agência reguladora Aneel citou ainda que houve devolução pelas distribuidoras de 841,95 milhões de reais referentes a diferimentos de repasse tarifário com base nos saldos da conta de Itaipu de 2020 e 2021.

Esse valor, assim como o saldo de 2023, será destinado ao crédito de bônus de Itaipu para os consumidores.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Assine a newsletter “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.