O empreendedorismo é a força que move a riqueza de uma nação. Isso acontece junto com outros pilares de apoio, dentre os quais a educação é principal deles. Algumas pessoas criam empresas, outras trabalham para estas empresas, e ainda outras investem nestas empresas.

Você já investiu em uma empresa? E se você pudesse fazer isso de forma organizada, sendo assessorado por pessoas que entendem muito sobre o assunto?

Não estamos falando da bolsa de valores, com suas peculiaridades e volatilidades. Estamos falando de uma modalidade de investimentos que está ganhando força: as plataformas de investimento privado.

Com retornos expressivos, transparência nos negócios, e ótima troca de informações entre investidores e empreendedores, este formato de multiplicação de capital cresce mês a mês, despertando o interesse de várias pessoas.

Leitura recomendadaInvestir em Startups é um bom negócio?

Bossa Nova se destaca com seu portfólio de investimentos

Dentro deste ecossistema do investimento privado, a Bossa Nova Investimentos, de Pierre Schurmann e João Kepler, já conta com mais de 60 empresas startups em seu portfólio. O valor de mercado destas empresas é estimado em mais de R$ 100 milhões.

No mês de Agosto/16, a Bossa Nova havia anunciado investimentos em 5 startups: Hotel Quando, Veek, CleanCloud, 33e34 e Trakto. Em Setembro, mais outras 5:

Outro dado que chama atenção é o IRR (Internal Rate of Return) anual, que está na casa dos 55%. Se você não compreende o que é o IRR, clique aqui para ler um texto onde o próprio João Kepler explica o assunto.

A estratégia da Bossa Nova é buscar investimentos próximos do break even e trabalhar com Seed Capital, investindo cerca de R$ 500 mil por startup.

O negócio avança em passos largos

“Como vocês estão acompanhando, a Bossa Nova não para de trabalhar para aperfeiçoar seus serviços e aumentar de forma gradativa e consistente sua atuação no mercado.

Estamos focados em desenvolver novos meios de comunicação com nossos investidores e continuamos na busca constante por novos e bons negócios”, explica o fundador da empresa, Pierre Schurmann.

Vídeo recomendado: Entrevista com João Kepler no programa Dinheirama Pitch

E agregando ainda mais valor ao negócio, em Setembro foi criada a Rede Bossa Nova, que oferece benefícios exclusivos para as startups do portfólio da Bossa Nova.

“A ideia desta iniciativa é fazer com que todas as Startups possam oferecer benefícios, assim como usufruir dos mesmos. Queremos compartilhar os serviços e vantagens entre as startups, para que todos tenham a oportunidade de desenvolver seu negócio e crescer juntos.

Vários serviços já estão disponíveis tais como de contabilidade, jurídico, marketing, assessoria de imprensa, vendas, mentoria, serviços para otimizar e reduzir custos referentes ao armazenamento de dados na nuvem, serviços por assinatura de produtos, entre vários outros.

A ideia é interagir, compartilhar, economizar e maximizar”, finaliza João Kepler, sócio da empresa.

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários