Home Economia e Política Bowman, do Fed, apoia atual postura de política monetária, mas ainda vê riscos para a inflação

Bowman, do Fed, apoia atual postura de política monetária, mas ainda vê riscos para a inflação

 A inflação deve continuar a cair, mesmo que o banco central dos Estados Unidos mantenha sua taxa de juros básica nos níveis atuais, disse a diretora do Federal Reserve Michelle Bowman

por Reuters
0 comentário

 A inflação deve continuar a cair, mesmo que o banco central dos Estados Unidos mantenha sua taxa de juros básica nos níveis atuais, disse a diretora do Federal Reserve Michelle Bowman nesta sexta-feira, ao mesmo tempo que reiterou sua disposição de aumentar a taxa de juros se o progresso for interrompido ou revertido.

“Minha perspectiva básica continua sendo a de que a inflação diminuirá ainda mais com a manutenção da taxa básica de juros, mas ainda vejo vários riscos de aumento da inflação que afetam minha perspectiva”, disse Bowman em comentários preparados para um discurso em uma conferência bancária em Key Biscayne, Flórida.

“Embora a postura atual da política monetária pareça estar em um nível restritivo, continuo disposta a aumentar a taxa dos fundos federais em uma reunião futura, caso os dados recebidos indiquem que o progresso da inflação estagnou ou se inverteu”, acrescentou Bowman.

Em seu discurso, Bowman deixou claro que espera que a inflação permaneça elevada por algum tempo, destacando uma série de fatores que poderiam impedir que ela caísse para a meta de 2% do Fed.

Esses fatores incluem a falta de outras melhorias no lado da oferta, como a recuperação das cadeias de suprimentos no ano passado, a redução dos preços da energia e o aumento da imigração, que ajudaram a pressionar a inflação para baixo.

Bowman também citou os riscos de repercussões de conflitos no exterior, bem como o recente afrouxamento das condições financeiras, o que poderia fazer com que a inflação voltasse a se acelerar

E, em um momento em que as autoridades do Fed estão muito concentradas na persistência de uma inflação imobiliária mais forte do que a esperada, Bowman propôs uma possível nova mudança na expectativa de que essas pressões sobre os preços diminuam.

“Dado o baixo estoque atual de moradias a preços acessíveis, a entrada de novos imigrantes em algumas áreas geográficas pode resultar em pressão de alta sobre os aluguéis, já que a oferta adicional de moradias pode levar tempo para se materializar”, disse Bowman.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Assine a newsletter “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.