Home Economia e Política Bowman: Sem corte de juros sem desaceleração clara da inflação

Bowman: Sem corte de juros sem desaceleração clara da inflação

Há também o risco de que o afrouxamento das condições financeiras desde o final do ano passado

por Reuters
3 min leitura

A diretora do Federal Reserve Michelle Bowman reiterou nesta quinta-feira que ainda não está pronta para apoiar um corte na taxa de juros do banco central norte-americano com as pressões inflacionárias ainda elevadas.

A atual orientação da taxa de juros do Fed continua “restritiva” e as pressões sobre os preços deveriam arrefecer mesmo com a manutenção da política monetária nos níveis atuais, disse Bowman em um discurso na Convenção Anual da Associação de Banqueiros de Idaho, Nevada, Oregon e Washington 2024.

“Se os dados que estão chegando indicarem que a inflação está se movendo de forma sustentável em direção à nossa meta de 2%, eventualmente será apropriado reduzir gradualmente a taxa básica para evitar que a política monetária se torne excessivamente restritiva”, disse Bowman, acrescentando que “ainda não chegamos ao ponto em que seja apropriado reduzir a taxa de juros, e continuo a ver vários riscos de alta para a inflação”.

Bowman acrescentou que continua “disposta a elevar a taxa de juros em uma reunião futura, caso os dados recebidos indiquem que o progresso da inflação estagnou ou se inverteu”.

Nesta quinta-feira, Bowman disse que a atividade geral está forte este ano, mas que se moderou, em meio a uma paralisação no progresso da inflação.

Ela observou que a flexibilização das condições financeiras está criando desafios para a direção futura dos preços.

“Há também o risco de que o afrouxamento das condições financeiras desde o final do ano passado, refletindo ganhos consideráveis nas avaliações de ações, e o estímulo fiscal adicional possam dar mais impulso à demanda, paralisando qualquer progresso adicional ou até mesmo fazendo com que a inflação se reacelere”, disse ela.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.