Home Agronegócio Brasil e China: importações de soja registra alta de 45% em agosto

Brasil e China: importações de soja registra alta de 45% em agosto

A China importou 9,09 milhões de toneladas de soja do Brasil no mês passado

por Reuters
0 comentário

As importações de soja do Brasil pela China aumentaram 45% em agosto em relação ao ano anterior, segundo dados divulgados nesta quarta-feira, à medida que a enorme safra produzida pela nação sul-americana este ano continuou a fluir para o principal comprador da oleaginosa no mundo.

A China importou 9,09 milhões de toneladas de soja do Brasil no mês passado, de acordo com a Administração Geral de Alfândega, praticamente todo o volume de 9,36 milhões de toneladas de soja que chegou à China em agosto.

A participação de mercado do Brasil na China permaneceu a mesma, embora os compradores chineses tenham aumentado as compras do maior fornecedor mundial devido aos preços atraentes da safra recorde de soja brasileira deste ano.

O total de embarques do país sul-americano foi de 47,99 milhões de toneladas até agora neste ano, um aumento de 17,3% em comparação com o mesmo período do ano passado.

As chegadas de soja dos Estados Unidos em agosto, o segundo maior fornecedor da China, caíram 58% em comparação com o mesmo mês do ano anterior, para 120.073 toneladas.

O total de chegadas dos EUA nos primeiros oito meses chegou a 19,95 milhões de toneladas, um aumento de 14% em relação ao ano anterior, segundo os dados.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Assine a newsletter “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.