Home Cripto Brasil é o país que mais busca o termo Bitcoin no mundo

Brasil é o país que mais busca o termo Bitcoin no mundo

Os dados mostram que o Brasil saltou da quarta posição em setembro de 2015, para a liderança em maio de 2024

por Gustavo Kahil
0 comentário
Bitcoin Brasil
(Imagem: ChatGPT/ Dinheirama)

Os brasileiros são os que mais buscam pelo termo Bitcoin (BTCUSD) no mundo, revelam dados compilados pela gestora de criptomoedas River com dados da empresa de SEO Ahrefs.

Conforme um post no X, os dados mostram que o Brasil saltou da quarta posição em setembro de 2015, para a liderança em maio de 2023.

Depois de um período com os EUA de volta na liderança, o Brasil retomou o topo em maio de 2024.

Vale ressaltar que, em abril, os contratos futuros do Bitcoin (BIT) iniciaram os negócios na B3 (B3SA3) com o mercado de criptomoedas movimentado pela proximidade ao evento do Halving na sequência, que aconteceu em 20 de abril.

Os contratos, com vencimento mensal, são negociados das 9h às 18h30. O Bitcoin futuro permite que investidores se protejam oscilações de preços do Bitcoin (BTCUSD).

Trump e o Bitcoin

O tema das criptomoedas ganhou um novo impulso nos últimos dias com a corrida presidencial nos EUA.

O candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, disse na terça-feira que quer que todo o bitcoin restante seja produzido no país.

O setor de criptomoedas está tentando cada vez mais influenciar os políticos dos EUA, já que enfrenta uma fiscalização maior dos órgãos reguladores do país desde que os colapsos de várias empresas de moedas digitais em 2022 assustaram investidores, expuseram fraudes e má conduta de executivos e deixaram milhões de investidores no prejuízo.

“Queremos que todo o Bitcoin restante seja FEITO NOS EUA!!!”, disse Trump em uma postagem noturna em sua plataforma de mídia social Truth Social, com um link para uma reportagem.

Na semana passada, Trump afirmou ser um campeão das criptomoedas e criticou, durante evento de arrecadação em San Francisco, na quinta-feira, a tentativa dos rivais do Partido Democrata de regular o setor, disseram à Reuters três fontes que estavam presentes.   

Trump levantou 12 milhões de dólares no evento organizado pelos empresários David Sacks e Chamath Palihapitiya, na residência do primeiro, no elegante bairro de Pacific Heights.   

“Ele falou que seria o criptopresidente”, afirmou à Reuters Trevor Traina, um executivo do setor de tecnologia de San Francisco e ex-embaixador de Trump na Áustria.   

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.