Home Comprar ou Vender Brasil está confuso? Compre estas 3 ações “joias” da Bolsa

Brasil está confuso? Compre estas 3 ações “joias” da Bolsa

Apesar das flutuações do mercado no Brasil, 3 bancos têm se mostrado resilientes e oferecem boas perspectivas para quem busca estabilidade

por Gustavo Kahil
3 min leitura
Joias da Bolsa
(Imagem: ChatGPT/ Dinheirama)

Em tempos de incerteza econômica no Brasil, encontrar ações “porto seguro” pode ser crucial para os investidores. Neste contexto, o Bank of America Merrill Lynch aponta três grandes bancos brasileiros como apostas sólidas: Santander Brasil (SANB11), Itaú Unibanco (ITUB4) e Banco do Brasil (BBAS3).

Os analistas destacam que, apesar das flutuações do mercado, essas instituições têm se mostrado resilientes e oferecem boas perspectivas para quem busca estabilidade.

O Santander Brasil, liderado por Sérgio Rial, mostra um crescimento consistente nos últimos trimestres, destacando-se por sua robusta carteira de crédito e serviços diversificados.

No primeiro trimestre de 2024, o banco cresceu 8% ano a ano, comparado à expansão de 3% dos pares.

Banner MBA BARSI

“Na nossa visão, esse posicionamento de liderança é uma grande vantagem competitiva, ao permitir crescimento com spreads saudáveis ​​ao mesmo tempo em que seleciona clientes com melhor classificação”, aponta o time de analistas reunido por Mario Pierry.

A análise do Bank of America ressalta que o Santander vem adotando estratégias eficazes para mitigar riscos, posicionando-se bem para enfrentar ambientes econômicos adversos. O preço-alvo foi ajustado de R$ 36 para R$ 34, com recomendação de compra.

Itaú: ações com dividendos

Por sua vez, o Itaú Unibanco, comandado por Candido Bracher, é elogiado pela sua gestão prudente e pela solidez de seu balanço.

Os analistas do Bank of America consideram o Itaú uma das melhores opções de investimento no setor bancário, graças à sua capacidade de gerar lucros consistentes e à sua política de dividendos atrativa. O preço-alvo passou de R$ 40 para R$ 38, com recomendação de compra.

Já o Banco do Brasil, sob a liderança de Rubem Novaes, também é destacado no relatório. O banco estatal tem se beneficiado de políticas governamentais que incentivam o crédito rural e financiamentos de longo prazo, o que tem estabilizado sua base de receitas mesmo em períodos de maior incerteza econômica.

O preço-alvo foi de R$ 34 para R$ 33, com recomendação de compra.

Setor financeiro

O relatório do Bank of America Merrill Lynch conclui que, mesmo diante de um cenário desafiador, há oportunidades de valor para aqueles que sabem onde procurar. Investir em bancos com uma trajetória de solidez e crescimento contínuo pode ser uma estratégia acertada para atravessar períodos de instabilidade.

Portanto, para os investidores que buscam segurança e rendimentos consistentes, as ações de Santander, Itaú e Banco do Brasil são escolhas promissoras. Estas são as joias da coroa do setor bancário brasileiro, prontas para brilhar mesmo em tempos de crise.

Para o Bradesco (BBDC4), apesar de a avaliação parecer atraente em 0,9 vezes o valor contábil, as microtendências são fracas.

“Esperamos que o ROE permaneça abaixo do COE até 25, justificando o nível atual”, explicam os analistas.

As estimativas de lucros foram revisadas, com um custo de capital próprio mais alto para refletir as condições macroeconômicas atuais. O preço-alvo foi cortado de R$ 16 para R$ 15, com recomendação neutra.

Banner MBA BARSI

Dinheirama

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.