Home Empresas Broadcom prevê US$ 10 bi em vendas de chips de IA em 2024, mas ações caem

Broadcom prevê US$ 10 bi em vendas de chips de IA em 2024, mas ações caem

A receita do segmento de soluções de semicondutores subiu 4% para 7,39 bilhões de dólares no primeiro trimestre

por Reuters
0 comentário

A Broadcom disse na quinta-feira que espera este ano uma receita de 10 bilhões de dólares com chips voltados para aplicações de inteligência artificial, mas suas ações caíram uma vez que investidores não se mostraram entusiasmados com a projeção.

Enquanto isso, a rival de menor porte Marvell Technology’s previu uma receita abaixo das expectativas do mercado, fazendo com que suas ações caíssem mais de 6% após o fechamento dos mercados.

Ambas as empresas estão sendo observadas de perto pelos investidores, que acreditam que elas conseguirão capturar uma parte do boom das tecnologias de IA.

Broadcom e Marvell vendem chips de rede que ajudam a movimentar as grandes quantidades de dados exigidas pela computação de IA e ambas também ajudam os clientes a projetarem chips de IA personalizados.

O presidente-executivo da Broadcom, Hock Tan, disse que cerca de 7 bilhões de dólares da receita de chips de IA da empresa em 2024 virão da ajuda a apenas dois grandes clientes de projeto de chips de IA personalizados. Tan não citou os nomes dos clientes, mas os analistas acreditam amplamente que sejam o Google e Meta, dona do Facebook.

Tan também disse que o negócio de chips personalizados “pode gerar margens semelhantes à nossa margem bruta corporativa”. Essa margem foi de cerca de 75% em uma base ajustada para o primeiro trimestre fiscal. A Reuters informou no mês passado que a Nvidia está procurando competir com a Broadcom no mercado de chips de IA personalizados.

A Broadcom não atualizou previsão de receita anual de 50 bilhões de dólares, provavelmente decepcionando os investidores, apesar do número representar um crescimento de 40%.

Uma alta de 26% nas ações da Broadcom em 2024, impulsionada em grande parte pelo otimismo em relação à IA, veio com altas expectativas de crescimento da empresa norte-americana. As ações da empresa caíra mais de 1% após o fechamento dos merrcados depois que a companhia não elevou sua previsão.

“Para as empresas cujos chips estão mais tangencialmente relacionados à corrida do ouro da IA, haverá inevitavelmente inícios e paradas nas taxas de crescimento que não podem ser facilmente mapeadas para as grandes tendências de IA”, disse Bob O’Donnell, da TECHnalysis Research.

Para o primeiro trimestre fiscal encerrado em 4 de fevereiro, a receita de IA da Broadcom quadruplicou em relação ao ano anterior, chegando a 2,3 bilhões de dólares, mais do que compensando a atual desaceleração cíclica em empresas e telecomunicações, acrescentou Tan.

A receita do segmento de soluções de semicondutores subiu 4% para 7,39 bilhões de dólares no primeiro trimestre.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.