Home Empresas BYD registra resultados mais fracos no 1º tri em meio à guerra de preços na China

BYD registra resultados mais fracos no 1º tri em meio à guerra de preços na China

A BYD apresentou o U7, seu terceiro modelo ultra-luxuoso sob a marca Yangwang, no salão do automóvel de Pequim

por Reuters
0 comentário

A montadora chinesa BYD divulgou nesta segunda-feira seu mais fraco crescimento de lucro trimestral desde 2022, à medida que o aumento de sua receita desacelerou para o nível mais baixo em quase quatro anos, atingida pela demanda mais fraca de veículos elétricos e uma guerra de preços no maior mercado automotivo do mundo.

O lucro líquido do primeiro trimestre subiu 10,6%, para 4,57 bilhões de iuanes (631,08 milhões de dólares), enquanto a receita cresceu 4%, para 124,94 bilhões de iuanes, disse a BYD em um documento.

APRENDA COMO MULTIPLICAR E PROTEGER SEU CAPITAL INVESTIDO POR MEIO DAS CRIPTOMOEDAS E ACELERE A SUA JORNADA RUMO À LIBERDADE FINANCEIRA

Os resultados trimestrais sugerem que a BYD está à frente da Tesla, que relatou sua primeira queda de receita trimestral desde 2020, quando a pandemia Covid-19 prejudicou a produção e as entregas.

A maior rival chinesa da Tesla devolveu o título de maior vendedora de veículos elétricos do mundo à gigante norte-americana no primeiro trimestre, após conquistá-lo no ano passado.

Com um portfólio de marcas em diferentes faixas de preço, a BYD tem aumentado os esforços para crescer no mercado e, ao mesmo tempo, tem incentivado descontos para competir por consumidores cautelosos em meio a uma recuperação econômica instável.

A BYD apresentou o U7, seu terceiro modelo ultra-luxuoso sob a marca Yangwang, no salão do automóvel de Pequim, na quinta-feira, onde a marca premium da BYD, Denza, também apresentou seu primeiro sedã.

BYD (Imagem: REUTERS/Aly Song)
(Imagem: REUTERS/Aly Song)

A iniciativa de vender para segmentos mais abastados foi acompanhada por uma guerra de preços prolongada e intensificada na China, que atraiu mais de 40 marcas e fez com que a BYD reduzisse os preços desde fevereiro nas versões mais recentes de sua linha em 5% a 20% em relação às versões anteriores.

Em uma nota de pesquisa recente, o Goldman Sachs previu um lucro menor para a unidade de veículos de energia nova na China neste ano em comparação com 2023 e disse que era possível que a lucratividade do setor se tornasse negativa se houvesse mais cortes de preços.

Visando um salto de 20% nas vendas anuais em 2024 em relação ao seu recorde de vendas no ano passado, a BYD está sob pressão de empresas locais iniciantes em veículos elétricos que apostam alto em um futuro totalmente elétrico.

Veja o documento abaixo:

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.