Home Agronegócio Cacau em Londres tem queda forte com chuvas na Costa do Marfim ajudando plantações

Cacau em Londres tem queda forte com chuvas na Costa do Marfim ajudando plantações

O cacau de março em Londres caiu 113 libras, ou 3,2%, para 3.381 libras por tonelada, depois de atingir uma mínima de dois meses

por Reuters
0 comentário

Os contratos futuros do cacau na ICE, em Londres, caíram para o nível mais baixo em dois meses nesta segunda-feira, afetados em parte pelas chuvas na Costa do Marfim, o maior produtor, enquanto os preços do café arábica também se enfraqueceram.

O açúcar bruto, por sua vez, subiu 3%.

Cacau

O cacau de março em Londres caiu 113 libras, ou 3,2%, para 3.381 libras por tonelada, depois de atingir uma mínima de dois meses, a 3.331 libras.

(Imagem: Reprodução/ falco/Pixabay)
(Imagem: Reprodução/ falco/Pixabay)

Os comerciantes disseram que os indicadores técnicos se tornaram pessimistas após o rompimento dos principais níveis de suporte, já que chuvas fora de época na maior parte da Costa do Marfim devem aumentar as perspectivas de safra no maior produtor mundial.

Café

O café arábica de março caiu 1,4 centavo, ou 0,8%, para 1,814 dólar por libra-peso, depois de estabelecer uma mínima de seis semanas a 1,7950 dólar.

Os negociantes disseram que o mercado foi pressionado pelo clima favorável no Brasil, o maior exportador, enquanto o reequilíbrio anual dos fundos de índice neste mês deve levar à venda de café arábica, após seu forte desempenho no ano passado.

(Imagem: Reprodução/Freepik/@jcomp)
(Imagem: Reprodução/Freepik/@jcomp)

Eles também observaram que as exportações de café verde do Brasil em dezembro subiram para 243.560 toneladas, 34% acima das 182.101 toneladas do mesmo mês do ano anterior.

O café robusta de março subiu 90 dólares, ou 3,2%, para 2.885 dólares por tonelada.

Açúcar

Açúcar bruto de março subiu 0,63 centavo, ou 3%, para 21,74 centavos de dólar por libra-peso.

Os dealers disseram que o mercado estava recuperando terreno depois de cair acentuadamente no mês passado para uma mínima de nove meses, a 20,03 centavos de dólar.

A forte produção no Centro-Sul do Brasil alimentou a recente queda, mas continuaram as preocupações com as safras na Ásia, principalmente na Índia e na Tailândia.

(Imagem: Reprodução/Freepik/@fabrikasimf)
(Imagem: Reprodução/Freepik/@fabrikasimf)

As chuvas no Estado de São Paulo estão até agora abaixo da média, o que pode impedir um desenvolvimento ideal para a safra de 2024.

O açúcar branco de março subiu 2,4%, para 621,70 dólares a tonelada.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.