Exitem duas grandes verticais quando o assunto é educação financeira:

  • Finanças técnicas
  • Finanças comportamentais

A primeira, diz respeito ao seu conhecimento matemático financeiro e também sobre os tipos de investimento disponíveis no mercado. As finanças técnicas podem ser aprendidas como qualquer outra matéria de estudos, e um pouco de prática ajuda a fixar os conceitos.

A segunda, diz respeito ao nosso comportamento em relação ao dinheiro. São questões internas, de ordem psicológica, que escapa na maioria das vezes do nosso olhar racional.

Desejos, decepções, status, frustrações, ganância, irresponsabilidade, disciplina, e tantas outras palavras que definem nosso comportamento em relação ao dinheiro.

Tanto o sucesso quanto o fracasso nas finanças, em sua grande maioria, vem da vertical das finanças comportamentais. Afinal, o básico da educação financeira é gastar menos do que se ganha, e multiplicar o restante.

Não há nenhum segredo para entender este simples conceito. Então por quê tantas pessoas não conseguem praticá-lo? Por que as emoções terminam falando mais alto, e com isso as decisões erradas são tomadas.

Faça este teste e descubra se você tem potencial para ser rico

Pensando nestas questões, elaboramos um teste com 12 perguntas simples sobre hábitos de consumo e outros. Ao respondê-las, você terá uma noção se está no caminho certo de uma vida rica, ou se está sucumbindo.

Ao fim do teste, você ainda irá ganhar um relatório para melhorar seus investimentos planejar melhor suas finanças. Basta clicar aqui ou na imagem abaixo:

Você está no caminho do enriquecimento? Faça o teste e descubra

Nota: Esta coluna é mantida pela Empiricus, que contribui para que os leitores do Dinheirama possam ter acesso a conteúdo gratuito de qualidade.

Empiricus Research
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.