Home Empresas Captação de startups no Brasil despenca 56,8% em 2023

Captação de startups no Brasil despenca 56,8% em 2023

Na América Latina, a tendência também foi observada: foram 746 rodadas registradas em 2023, um recuo de 48,6% no número de transações

por Gustavo Kahil
0 comentário
Startups 2

A captação financeira das startups no Brasil despencou 56,8% em 2023 na comparação com o ano anterior, revelam os dados divulgados pela plataforma de inovação Distrito.

Os investimentos em 2023 totalizaram 455 negócios e um volume aportado de US$ 1,9 bilhão, representando uma queda de 56,8% em relação aos US$ 4,4 bilhões aportados um ano antes.

Ao considerar as 455 rodadas mapeadas, o número indica uma redução de 51,1% no volume de operações em comparação com o ano anterior, quando foram registradas 931 negociações.

Destaques

Durante o ano de 2023, o mercado de startups destacou duas captações significativas em agosto. A Nomad, uma fintech que possibilita aos brasileiros a abertura de conta-corrente em um banco norte-americano digitalmente, recebeu um aporte de US$ 61 milhões, equivalente à cerca de R$ 300 milhões, liderado pela Tiger Global.

Além disso, a plataforma de bem-estar corporativo Gympass também anunciou em agosto um investimento de US$ 85 milhões. Esse aporte provém de uma rodada de financiamento Série F, liderada pela EQT Growth, com a participação da Neuberger Berman.

Juntamente com essas duas empresas em destaque, em outubro, a QI Tech realizou uma captação de R$ 1 bilhão, alcançando cerca de US$ 200 milhões em uma rodada série B liderada pela General Atlantic, com a participação do já acionista Across Capital.

América Latina

Na América Latina, a tendência de queda também foi observada. Foram 746 rodadas registradas em 2023, um recuo de 48,6% no número de transações, em comparação com as 1452 negociações fechadas em 2022.

Evolução anual de investimentos na América Latina

A redução significativa também está vinculada ao montante investido, uma vez que foram aportados US$ 7,9 bilhões na América Latina no ano passado. Em relação a 2021, a diminuição no número de negócios fechados foi de 55%, em análise do último ano.

“Os números do mercado de VC na América Latina refletem a dinâmica desafiadora de 2023, evidenciada pelo declínio no registro de negociações fechadas no período. Diante das condições do cenário, a consolidação de investimentos identificados no estágio inicial, aliada aos destaques em setores como Fintech, revela oportunidades emergentes e a resiliência do ecossistema diante das condições do mercado”, destaca Gustavo Gierun, CEO do Distrito.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Faça parte da rede “O Melhor do Dinheirama” com as melhores análises e notícias

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.