Home Carreira CEO do Zoom e o trabalho remoto: não se pode construir confiança ou colaboração 

CEO do Zoom e o trabalho remoto: não se pode construir confiança ou colaboração 

No início deste mês, a Zoom (ZM; Z1OM34) anunciou uma decisão surpreendente ao exigir que alguns de seus funcionários retornassem ao escritório, onde se esperava que trabalhassem de forma mais eficaz.

por Bruno Monteiro
0 comentário

Em um áudio vazado de uma reunião interna do Zoom revelou que o CEO, Eric Yuan, chamou os funcionários de volta ao escritório, porque acredita que “o trabalho remoto não permite que as pessoas construam confiança ou sejam tão inovadoras”, segundo o Business Insider.

A decisão pareceu contraditória, considerando que o Zoom foi uma das empresas que ampliou consideravelmente o seu crescimento durante o período da pandemia de COVID-19. Seus serviços e soluções voltados para comunicação remota permitiram que suas ações valessem mais de US$ 500 em 2020.

Com o retorno ao trabalho presencial em massa, as ações da Zoom estão em queda livre desde o final das restrições impostas pela pandemia.

Em uma página que promove os recursos do Zoom, a empresa dizia que “95% dos clientes que mudam para o Zoom relatavam um aumento no desempenho e na confiança entre os membros da equipe”.

Agora parece que Yuan revelou que a Zoom, como empresa, descobriu que essa promessa não se cumpriu.

“No início, todos nós nos conhecíamos”, disse ele. “Nos últimos anos, contratamos tantos novos ‘Zoomies’ que é realmente difícil construir confiança […] A confiança é a base de tudo. Sem confiança, seremos lentos.”

Como construir relações de confiança no trabalho

Independentemente do modelo de trabalho da empresa, o processo de confiança e comunicação está muito associado a construção de uma cultura forte. Esse processo permite a flexibilidade entre colaboradores, gestores e diretores da empresa.

O trabalho remoto é uma realidade e em muitos casos, uma exigência por parte dos colaboradores, principalmente em áreas digitais, como Tecnologia ou Marketing.

Para aprender como construir equipes mais eficientes e otimizar a cultura da empresa, um grupo restrito de empresários estão se reunindo com mentores do Grupo Primo em uma imersão em Alphaville.

Nesse evento revelam as principais estratégias do mercado e os métodos que foram aplicados no crescimento das empresas do grupo, que em sua maioria, operam em plataformas digitais.

A imersão de negócios do Grupo Primo se chama Equity+ e pode mudar em definitivo o crescimento da sua empresa.

Além do acesso a estratégias internas, usadas pelos diretores do grupo, você também tem acesso ao network com outros empreendedores de sucesso.

Conhecer O Equity+ E Saber Mais Sobre Como Alavancar Meus Negócios

Sobre o futuro do Zoom

Yuan tem grandes ideias sobre o futuro do Zoom e quer reimaginar o modo de uso de videoconferência e desenvolver o que ele chama de Zoom 2.0 nos próximos cinco anos.

“Do nosso ponto de vista, acreditamos verdadeiramente no futuro, do ponto de vista tecnológico, o Zoom pode proporcionar uma experiência muito melhor”, disse Yuan a Stanford.

“Você e eu podemos ficar sentados em casa. Eu posso sentar em qualquer lugar. Digamos, em um café. Eu aperto sua mão. Você sente minha mão. Eu te dou um abraço e você sente. E mesmo se conversarmos uma linguagem diferente, podemos nos entender. Tomar uma xícara de café, apreciar o cheiro remotamente. Todas essas tecnologias farão parte da nossa oferta no futuro.”

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Faça parte da rede “O Melhor do Dinheirama” com as melhores análises e notícias

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.