Home Ciência e Tecnologia Cientistas se surpreendem com origem do maior terremoto detectado em Marte

Cientistas se surpreendem com origem do maior terremoto detectado em Marte

Com futuras missões humanas a Marte em mente, é pertinente uma maior compreensão da atividade sísmica marciana

por Reuters
3 min leitura

O módulo de aterrissagem InSight da Nasa detectou em 4 de maio de 2022 o maior terremoto já registrado em Marte, com magnitude de 4,7 modesto para os padrões da Terra, mas forte para nosso vizinho planetário.

Como Marte não possui o processo geológico das chamadas placas tectônicas, que gera terremotos em nosso planeta, os cientistas suspeitaram que o impacto de um meteorito tivesse causado esse tremor.

Mas a busca por uma cratera de impacto não deu resultados, o que levou os cientistas a concluir que esse terremoto foi causado por atividade tectônica movimentos no interior do planeta e deu a eles uma compreensão mais profunda sobre o que faz Marte tremer.

“Concluímos que o maior terremoto de Marte observado pelo InSight foi tectônico, e não um impacto. Isso é importante, pois mostra que as falhas em Marte podem abrigar grandes tremores”, disse o cientista planetário Ben Fernando, da Universidade de Oxford, na Inglaterra, principal autor da pesquisa publicada esta semana na revista Geophysical Research Letters.

“Ainda há falhas ativas em Marte. O planeta ainda está encolhendo e esfriando lentamente, e ainda há movimento dentro da crosta, embora não haja mais processos de placas tectônicas ativos. Essas falhas podem provocar terremotos”, disse Fernando.

Os pesquisadores determinaram que o terremoto de magnitude 4,7 teve seu epicentro na região de Al-Qahira Vallis, no hemisfério sul de Marte, a aproximadamente 2 mil km a sudeste da localização do InSight. Eles acreditam que o tremor se originou talvez a algumas dezenas de km abaixo da superfície.

Com futuras missões humanas a Marte em mente, é pertinente uma maior compreensão da atividade sísmica marciana.

“Cada evento sísmico detectado pelo InSight é uma peça valiosa do quebra-cabeça, mas esse evento em particular desempenha um papel crucial na revelação da história geológica do Planeta Vermelho, lançando luz sobre seu interior e sua evolução”, disse Constantinos Charalambous, cientista planetário do Imperial College London, coautor do estudo e copresidente do Grupo de Trabalho de Geologia do InSight.

“Além disso, ele fornece informações essenciais sobre a distribuição da atividade sísmica em Marte, o que é uma consideração vital para o planejamento de futuras missões humanas ao planeta.”

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.