Como escolher a melhor franquiaA “melhor franquia” é o desejo de muitos empreendedores que buscam segurança e bons retornos através de planos de negócios e modelo de vendas que deram certo.

O mercado brasileiro de franquias teve um crescimento expressivo nos últimos anos devido a vários fatores, como o aquecimento do consumo, novas marcas que aderiram o formato e novos modelos de negócios que são criados com a ideia de se tornarem franquias.

Outro ponto importante é o amadurecimento do setor, que possibilita a entrada de diferentes perfis de investidores. Existem tanto franquias baratas para aqueles que não possuem grande capital como franquias de sucesso que são vistas como tiros certos, mas requerem investimentos acima de R$ 200 mil.

No entanto, é bom salientar que mesmo o cenário promissor não garante sucesso imediato. Ainda há muitos que apontam o espírito empreendedor como fator indispensável para o trabalho contínuo que traz resultados futuros.

Mesmo com as mais de duas mil oportunidades de franquias no Brasil, segundo dados da ABF (Associação Brasileira de Franchising), o empresário ainda precisa considerar diversos critérios antes de escolher uma franquia para investir e, obviamente, alcançar o objetivo desejado.

Para o processo de escolha é interessante ter em mente algumas dicas que podem prevenir erros, reduzir riscos e evitar grandes dores de cabeça. A seguir você vê algumas recomendações de especialistas para escolher a “melhor franquia”.

1. Faça uma pesquisa detalhada

A dica pode parecer óbvia, mas é negligenciada por muita gente que “não tem paciência” para a fase de análise. É recomendado fazer uma pesquisa detalhada sobre o sistema da franquia, bem como seus processos, o setor em que atua, habilidades necessárias e, claro, o valor do investimento.

Ainda é importante que o investidor consiga visualizar como a franquia estará no futuro. As projeções fazem parte do planejamento e estudo de viabilidade do negócio, afinal uma franquia inserida num segmento aquecido demais hoje pode não ter grandes projeções de crescimento.

2. Desconfie de números fantásticos

Infelizmente, o crescimento do mercado de franquias traz também diversas oportunidades de negócios que só são boas para o franqueador. A dica é desconfiar daqueles que prometem grandes faturamentos nos primeiros anos de negócio sem mostrar fluxos de caixa sólidos ou condições financeiras de acordo com a realidade.

O ideal, então, é avaliar mais de uma franquia do setor que deseja ingressar para verificar se os números são parecidos. Segundo a ABF, o lucro varia de 10 a 15% sobre o faturamento do negócio.

3. Confira o tempo de mercado

A terceira dica está relacionada com a anterior, pois também é uma forma de não “cair no papo” de novas franquias que aparecem prometendo riqueza em pouco tempo.

O tempo de mercado da franquia é uma variável que deve ser analisada, pois ela não só reflete a qualidade do negócio como também mostra se a marca tem visibilidade e é conhecida pelo seu público-alvo.

Se a franquia for nova, a recomendação é verificar o número de unidades, pois é através delas que a franqueadora adquire experiência e conhecimento da área para transmitir aos franqueados.

4. Mantenha-se atualizado

Nos dias de hoje, muitos segmentos estão sujeitos a mudanças bruscas em pouco tempo e por isso o empreendedor deve estar sempre atualizado com as principais notícias do mercado.

Para isso, existem sites especializados em franquias que apresentam conteúdos e notícias do setor. Mais do que isso, é possível ter acesso a marcas e setores que combinam com seu perfil. Alguns exemplos são o www.franquia.com.br e o www.abf.com.br.

Feiras de franquias também são excelentes oportunidades para que o investidor tenha acesso a centenas de marcas no mesmo lugar. Sobretudo, nesses encontros é possível conversar com franqueados e franqueadores que podem passar uma visão mais real do ramo.

5. Converse com franqueados

Se eventos sobre franquias não forem uma opção na sua região, procurar franqueados que estão no mercado há algum tempo é uma ótima saída. Explique suas intenções em investir em franquias e é possível que boas informações saiam dessa conversa.

Muitas vezes, nem mesmo uma pesquisa detalhada pode identificar barreiras e desafios que só a rotina de operações do negócio consegue mostrar.

A melhor franquia depende de cada investidor. É necessária uma análise cuidadosa de cada detalhe do empreendimento para que o empresário não perca o entusiasmo durante os momentos difíceis do negócio.

As dicas apresentadas são uma forma de auxiliar o processo de escolha, mas cabe a cada investidor ver as condições que se adequam com sua realidade.

Fontes: PEGN | UOL | UOL. Foto de freedigitalphotos.net.

Willian Binder
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários