Home Finanças Pessoais Como funciona a compra de dívida?

Como funciona a compra de dívida?

Saiba o que é e como funciona a compra de dívida por empresas de recuperação de crédito

por Blog do Serasa
0 comentário
Crédito

“Compra de dívida” é um termo que pode inicialmente levantar muitas dúvidas, mas é uma prática financeira comum e muitas vezes estratégica. Entender como funciona a compra de dívida ajuda os consumidores a tomar melhores decisões financeiras. 

Existem diferentes empresas especializadas nesse tipo de atividade financeira. Este artigo explica o que significa compra de dívida, como ela funciona e quais são os impactos no mercado de crédito.

O que é compra de dívida

A compra de dívida é um processo pelo qual uma empresa adquire de outra empresa os direitos sobre uma dívida.  

Em outras palavras, uma empresa, também conhecida como recuperadora de crédito, adquire o direito de cobrar uma dívida do devedor original. Isso pode incluir dívidas de cartão de crédito, empréstimos pessoais, hipotecas ou até mesmo dívidas de empresas

Recovery, por exemplo, é uma empresa especializada nesse setor. Pertencente ao Grupo Itaú, ela compra dívidas de outras empresas para oferecer melhores condições de pagamento aos inadimplentes.

Compra de dívida e portabilidade de crédito têm o mesmo significado?

Compra de dívida é um conceito bem diferente de portabilidade de crédito.

compra de dívida refere-se ao processo no qual uma empresa compra os direitos sobre uma dívida.

portabilidade de crédito, por outro lado, é um serviço oferecido por instituições financeiras que permite que os devedores transfiram suas dívidas de um banco para outro, mantendo as condições originais ou negociando novos termos. Essa prática oferece aos consumidores flexibilidade e a oportunidade de obter condições mais favoráveis. 

Como funciona a compra de dívida

O processo de compra de dívida envolve várias etapas e pode variar dependendo das partes envolvidas. 

De modo geral, eis os passos envolvidos na compra de dívida:

  1. Identificação e avaliação: a empresa compradora identifica as oportunidades de compra de dívida e realiza uma avaliação cuidadosa para determinar a viabilidade e o potencial retorno do investimento.
  2. Negociação: uma vez identificada uma dívida de interesse, a empresa compradora negocia os termos da transação com a empresa que tem a posse da dívida (como um banco, por exemplo).
  3. Transferência de propriedade: após a negociação bem-sucedida, o direito sobre a dívida é transferido para a empresa compradora. Isso significa que a empresa compradora agora tem o direito de cobrar o valor total da dívida do devedor.
  4. Cobrança ou renegociação: dependendo da estratégia da empresa compradora, ela pode optar por cobrar a dívida integralmente ou negociar um acordo com o devedor. Em alguns casos, isso pode envolver a oferta de planos de pagamento mais flexíveis.

Por que empresas se interessam em comprar dívidas?

A motivação por trás da compra de dívida pode variar, mas está geralmente ligada a oportunidades financeiras e estratégias de negócios.

Alguns motivos são:

  • ●     Descontos atrativos: muitas vezes, as dívidas são compradas com descontos significativos em relação ao valor original. Isso permite que a empresa compradora potencialmente lucre ao cobrar o valor total da dívida do devedor.
  • ●     Diversificação de portfólio: comprar dívidas pode ser uma forma de diversificar o portfólio de uma empresa, reduzindo a dependência de um único tipo de ativo. Isso é relevante para empresas especializadas em gestão de ativos.
  • ●     Negociação de acordos favoráveis: ao comprar dívidas, as empresas compradoras podem negociar acordos mais favoráveis com os devedores, como prazos de pagamento estendidos ou redução de taxas de juros. Isso pode resultar em benefícios mútuos para ambas as partes envolvidas.

Os impactos da compra de dívida no mercado de crédito

O impacto da compra de dívida para os consumidores com dívidas é significativo. Confira pontos importantes que devem ser considerados:

Negociações favoráveis

Em alguns casos, os devedores podem se beneficiar da compra de dívida, especialmente se a empresa compradora estiver disposta a negociar melhores acordos, como redução de juros ou prazos de pagamento mais longos.

Oportunidade de liquidação

Para alguns devedores, a compra de dívida pode representar uma oportunidade de liquidar seus débitos com um desconto, o que pode ser vantajoso para aqueles que enfrentam dificuldades financeiras.

A cobrança é feita pela recuperadora de crédito

Por outro lado, a cobrança da dívida por outra empresas pode gerar dúvida nos devedores a respeito da legitimidade da cobrança. Exatamente por isso é importante conhecer as empresas de recuperação de crédito e como elas atuam.

Como evitar golpes de falsas empresas de cobrança de dívida

Ao entender como funciona a compra de dívida, fica mais fácil prevenir os golpes aplicados por falsas empresas de cobrança de dívida.

Confira as dicas: 

  • ●     Verifique a legitimidade da empresa por meio de pesquisas online, contatos diretos com a instituição credora original e autenticação de informações.
  • ●     Nunca compartilhe dados pessoais sem confirmação adequada e tenha atenção a táticas intimidatórias.
  • ●     Exija documentação detalhada da dívida e consulte agências de proteção ao consumidor se houver suspeitas.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Faça parte da rede “O Melhor do Dinheirama” com as melhores análises e notícias

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.