Como você lida com o seu presente?O Programa de televisão Fantástico (Rede Globo), exibido no dia 22/11/2009, fez uma reportagem que abordava o tema empreendedores que inovaram em seus negócios. De uma forma geral, a matéria trata das oportunidades aproveitadas por empreendedores brasileiros. Um ponto que me chamou bastante a atenção foi quando Max Gehringer – consultor e palestrante, conhecido por suas dicas e por seu humor ao lidar com problemas clássicos do cotidiano corporativo – falou, animado, as seguintes palavras, durante a reportagem:

“Todos os grandes países do mundo tiveram grandes empreendedores em sua história. Isso vai acontecer no Brasil do século 21. O país vai dar seu grande salto econômico e figurar entre as potências do planeta. A hora de ser empreendedor é agora!”

O Max[bb] (se assim me permitem chamá-lo) está certíssimo quando diz que a hora de ser empreendedor é agora. Mas tenho que dizer que não, isso não vai acontecer no Brasil do Século XXI. Mas, como assim? Ele mentiu?! Felizmente, isso já acontece e é a nossa realidade. O Brasil já possui grandes empreendedores.

“A próxima potência mundial”
Fomos acostumados com essa idéia de que o Brasil é o país do amanhã. Talvez por isso, deixamos tudo para fazer no dia de amanhã. Será? Afinal, “no amanhã tudo se resolve”. A única forma de mudarmos o futuro é agindo no presente, no agora, deixando o medo de errar de lado e criando iniciativas que tenham sentido, que tenham um significado bom para a sociedade – tanto para você quanto para mim. Existe algo mais óbvio que isso? Não!

Temos grandes empreendedores no Brasil? Sim. Poderíamos ter mais? Sim. O momento não poderia ser melhor. Realmente acredito que o Brasil não é o país do amanhã, mas o país de hoje. E que boa realidade para empreender! Portanto, é no hoje que se devem alavancar as nossas possibilidades de sucesso[bb] e de aprendizado. Eu sei que parece um pouco ufanista, mas essa é a grande verdade. Pare de procrastinar seus sonhos, seus ideais e seus objetivos!

Mas, e as dificuldades de se empreender, disso você não fala?
As dificuldades quanto à abertura de empresas continuam as mesmas, é verdade. Embora seja importante e fundamental, ainda é muito chato preencher todos os documentos para a formalização e estruturação do negócio. Mas, o potencial e a vontade de empreender têm de ser maiores que tudo isso. Para o bem da idéia e do potencial de transformação do negócio, é preciso que sejam.

Vamos combinar uma coisa: não se deixe aceitar essa história de que o cenário não é bom para iniciar o seu negócio. Incertezas e problemas sempre existirão, em qualquer época do ano ou de sua vida. Cabe a você, meu caro amigo, acreditar em você mesmo e dar o primeiro passo. E depois desse, os próximos passos. E assim, os passos seguintes.

Não deve existir pessimismo na mente de um empreendedor[bb]. Não deve existir pessimismo em seus pensamentos. É olhar para frente, para os lados, e visualizar parcerias, oportunidades e formas de se criar um negócio melhor. Olhe para a direção que quiser, mas mantenha sua mente aberta para novas idéias e paras boas intuições. A evolução tem de ser constante. Se você se permitir parar de mudar e de evoluir, sua organização também sofrerá com isso.

Não confunda a falta de pessimismo com uma boa dose de realidade. O empreendedor precisa estar alerta ao que cerca seu negócio, mas deve se ater ao que realmente o influencia – e não ficar criando barreiras mentais para deixar de crescer. Empreender, afinal, significa transformar, criar.

“A arte de bem empreender é a competência de traduzir uma boa idéia em um grande negócio.” – Ricardo Tortorella – Diretor do SEBRAE de São Paulo

Espero ter conseguido “infectar” você com o meu otimismo e com a minha determinação em fazer as coisas darem certo. Aguardo os seus comentários. Abaixo, coloco uma citação do escritor Guimarães Rosa, do livro “A Terceira Margem do Rio”, sobre a necessidade de evoluirmos. Acredito que ela seja muito inteligente e também bastante oportuna para esse momento:

“Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas que já têm a forma do nosso corpo… e esquecer os nossos caminhos que nos levam sempre aos mesmos lugares… É o tempo da travessia… e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado para sempre à margem de nós mesmos.”

A seguir está o vídeo da matéria veiculada no Fantástico sobre empreendedorismo, que incentivou a publicação deste artigo:

Se preferir, clique aqui para ver o vídeo na Internet.

Crédito da foto para stock.xchng.

Avatar
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários