Viver de Renda
Home Agronegócio Conab eleva produção de cana e açúcar do Brasil em 23/24

Conab eleva produção de cana e açúcar do Brasil em 23/24

A produção de açúcar do Brasil foi estimada em recorde de 46,88 milhões de toneladas em 2023/24

por Reuters
0 comentário
(Imagem: Reprodução/ joaolimafotografias/Pixabay)

 A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) elevou nesta quarta-feira suas previsões para as produções de cana e açúcar do Brasil em 2023/24, estimando agora volumes recordes para o maior produtor e exportador mundial do adoçante.

A estatal prevê que a safra de cana alcançará 677,6 milhões de toneladas, acima das 652,9 milhões de toneladas previstas em agosto e configurando um aumento de 10,9% frente ao ciclo 2022/23.

Segundo a Conab, o crescimento da produção advém de uma área plantada com cana 0,7% maior, estimada em 8,35 milhões de hectares, e de uma produtividade 10,1% superior devido à melhor condição climática se comparada à safra passada.

A terceira estimativa da safra 2023/24 aponta que as condições climáticas e os investimentos do setor refletiram em aumento de produção de cana na safra do centro-sul que já caminha para sua parte final, disse a estatal em boletim.

“Apesar do início da colheita ter sido atrasado devido às chuvas constantes, até mesmo gerando reflexos na programação das unidades de produção, a moagem alcançou pouco mais de 90% na região Centro-Sul”, disse o gerente de Acompanhamento de Safras da Conab, Fabiano Vasconcellos, em nota.

“Já no Nordeste, que possui um calendário que se estende até abril, a colheita ainda é incipiente nos principais Estados produtores”, acrescentou.

A produção de açúcar do Brasil foi estimada em recorde de 46,88 milhões de toneladas em 2023/24, um aumento de cerca de 6 milhões de toneladas frente à previsão anterior, representando um crescimento de 27,4% na comparação com a safra 22/23.

Já a produção brasileira de etanol de cana e de milho foi projetada em 34,05 bilhões de litros nesta safra, contra 33,83 bilhões de litros na estimativa anterior. Na comparação anual, o aumento é de 9,9%, com impulso da fabricação do combustível a partir do milho, cujo volume será recorde.

A crescente produção de etanol de milho é resultado de investimentos sobretudo na região Centro-Oeste, mas há expansões para outras regiões, disse a estatal.

Na safra 23/24, a produção de etanol de milho está estimada em 6,06 bilhões de litros, aumento de 36,3% ante a safra passada. A produção do biocombustível de cana deve crescer 5,5%, para cerca de 28 bilhões de litros.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Faça parte da rede “O Melhor do Dinheirama” com as melhores análises e notícias

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.