Home Economia e Política Confiança empresarial alemã melhora em fevereiro, diz Ifo

Confiança empresarial alemã melhora em fevereiro, diz Ifo

O Produto Interno Bruto (PIB) da Alemanha encolheu 0,3% em 2023, tornando-se a principal economia do mundo com pior desempenho

por Reuters
0 comentário
Alemanha

A confiança das empresas alemãs melhorou em fevereiro, segundo uma pesquisa divulgada nesta sexta-feira, embora provavelmente não o suficiente para evitar que a maior economia da Europa caia em outra recessão.

O instituto Ifo disse que seu índice de clima empresarial subiu de 85,2 em janeiro para 85,5, conforme esperado por analistas em uma pesquisa da Reuters.

“A economia alemã está se estabilizando em um nível baixo”, disse o presidente do Ifo, Clemens Fuest.

A Alemanha tem enfrentado dificuldades desde que a invasão da Ucrânia pela Rússia em 2022 elevou os custos de energia, e sua economia está agora no quarto trimestre consecutivo de crescimento zero ou retração, pesando sobre toda a zona do euro.

O Produto Interno Bruto (PIB) da Alemanha encolheu 0,3% em 2023, tornando-se a principal economia do mundo com pior desempenho.

A Alemanha deve entrar em outra recessão técnica no primeiro trimestre deste ano depois de encolher 0,3% no quarto trimestre de 2023.

O aumento na confiança deveu-se a expectativas ligeiramente menos pessimistas, com esse índice subindo para 84,1 em fevereiro, de 83,5 em janeiro. O índice que avalia a situação atual ficou inalterado em 86,9 em fevereiro.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Mail Dinheirama

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.