Home Política Confisco da poupança: boato continua a correr na internet

Confisco da poupança: boato continua a correr na internet

por Parceiro de Conteúdo
0 comentário

Desde o início do ano a internet se tornou um terreno fértil de boatos em relação a economia. Essa série de informações sem sentido e menor base de veracidade tem como ponto base o medo das pessoas sobre um novo confisco da caderneta de poupança, prática que já aconteceu na década de 90 durante o início do governo do ex-presidente Fernando Collor.

Semanalmente aqui no Dinheirama recebemos e-mails de leitores que continuam acreditando no famigerado confisco. Para tratar mais uma vez sobre o assunto, convidamos a Sandra Blanco, consultora de investimentos da Órama, para gravar um vídeo especial sobre o tema. Assista:

https://www.youtube.com/watch?v=xiEMNGviAXI&feature=youtu.be

Invista e construa seu futuro com a Órama

Muita gente tem a disposição de investir, mas não sabe onde encontrar as melhores oportunidades. Que tal ter acesso a fundos exclusivos a valores acessíveis e ainda contar com o apoio de um canal direto para tirar dúvidas e montar a melhor estratégia de investimentos.

Fale diretamente com a consultora de investimentos Sandra Blanco, e conheça os melhores investimentos de acordo com seus objetivos e perfil.

Até a próxima!

Nota: Esta coluna é mantida pela Órama, que contribui para que os leitores do Dinheirama possam ter acesso a conteúdo gratuito de qualidade.

Foto: Male hand putting money coins with home, Shutterstock.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.