Teresa comenta: “Navarro, vi que o Dinheirama publicou algumas matérias e comentários de especialistas sobre o possível confisco da poupança, quero agradecer por isso, mas ainda alertar: não corremos mesmo esse risco? Confesso que ainda estou preocupada. O boato foi desmentido oficialmente, mas há quem diga que ainda pode acontecer. E agora?”

O boato de confinsco da poupança ou congelamento de outros investimentos é apenas isso, um boato. Os ânimos se exaltaram bastante nestas últimas eleições e com as manifestações contra e a favor do governo, o que dá margem para todo tipo de subterfúgio para gerar caos. A boataria é um deles.

Se estou dizendo que um confisco ou medida semelhante é algo impossível e que nunca mais vai acontecer? Sendo brasileiro, eu não seria tão louco de afirmar isso categoricamente. Mas o momento democrático, econômico e institucional do país é outro, muito diferente daqueles anos 90.

Uma medida dessas a esta altura do campeonato seria um retrocesso gigantesco em termos de conquistas sócio-econômicas, políticas e de cidadania. Só consigo pensar em algo assim como um ato de loucura, uma manobra absolutamente desnecessária no momento e sem qualquer relação objetiva com os problemas vividos atualmente. Hoje, trata-se de um boato.

O que pensa o mercado sobre o confisco da poupança

Trago hoje um vídeo rápido e objetivo que gravei ao lado de Roberto Indech, Analista da Rico.com.vc, nossa parceira de conteúdo especializada em investimentos. Roberto também reforça a grosseria do boato e dá sua opinião sobre o momento e porque ele acredita que não há espaço para algo neste sentido. Assista:

Espero que as dúvidas sobre o boato envolvendo o confisco da poupança estejam finalmente elucidadas. O medo de uma nova medida dessa sempre vai existir, pois muitos brasileiros passaram por isso, mas é preciso acreditar que estamos (e queremos) evoluir e melhorar a nação. Chega de boataria! Obrigado e até a próxima.

Conrado Navarro
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários