Home Empresas Contrato de Angra 3 é rescindido pela Eletronuclear

Contrato de Angra 3 é rescindido pela Eletronuclear

Além da rescisão, será aplicada uma multa correspondente a 10% do valor do contrato, adicionou a Eletronuclear

por Reuters
3 min leitura

A Eletronuclear rescindiu de forma unilateral o contrato com o Consórcio Ferreira Guedes РMatricial РAdtranz, que tinha como objetivo reiniciar a construção da usina nuclear Angra 3, alegando o descumprimento de cláusulas, segundo comunicado enviado pela estatal nesta segunda-feira.

O contrato foi firmado em fevereiro de 2022 e previa ainda a realiza√ß√£o de obras civis no √Ęmbito do Plano de Acelera√ß√£o da Linha Cr√≠tica da unidade.

Segundo a Eletronuclear, o cons√≥rcio teria descumprido “reiteradamente” cl√°usulas que abordam ordem de execu√ß√£o e cronograma.

“Al√©m da rescis√£o, ser√° aplicada uma multa correspondente a 10% do valor do contrato”, adicionou a Eletronuclear, no comunicado.

“A decis√£o, portanto, √© consequ√™ncia de um extenso processo administrativo, que provou a inexecu√ß√£o do projeto contratado e a incapacidade do Cons√≥rcio em atingir os n√≠veis de qualidade e exig√™ncia para uma obra nuclear.”

Procurado, o consórcio não respondeu imediatamente a um pedido de comentários.

Projetada com 1,4 gigawatt (GW) de potência, Angra 3 teve suas obras iniciadas na década de 1980, mas ao longo dos anos elas foram paralisadas e reiniciadas algumas vezes.

A companhia disse anteriormente que o montante investido at√© agora na usina √© de 7,8 bilh√Ķes de reais, sendo que 67% da obra civil j√° foi realizada. Para concluir o empreendimento, ser√£o necess√°rios mais cerca de 20 bilh√Ķes de reais.

“A Eletronuclear preza pela excel√™ncia em cada trabalho realizado, valor essencial em um projeto desta magnitude, e continua firme no objetivo de concluir as obras de Angra 3”, disse a companhia nesta segunda-feira.

Atualmente, a Eletronuclear aguarda a finaliza√ß√£o de estudos independentes, em curso pelo BNDES, para avaliar a plausibilidade t√©cnica, econ√īmica e jur√≠dica do projeto. “Ap√≥s esta etapa, a empresa espera que as obras civis deslanchem”, adicionou.

Tais estudos serão analisados pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), pelo Ministério de Minas e Energia e pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), que ficarão responsáveis por definir a outorga e aprovar a tarifa de comercialização da energia gerada por Angra 3.

O Dinheirama √© o melhor portal de conte√ļdo para voc√™ que precisa aprender finan√ßas, mas nunca teve facilidade com os n√ļmeros.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informa√ß√£o e atesta a apura√ß√£o de todo o conte√ļdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que n√£o faz qualquer tipo de recomenda√ß√£o de investimento, n√£o se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.