O controle financeiro é uma atividade muito importante para que a vida financeira possa se desenrolar com tranquilidade. Muita gente ao redor do mundo já aprendeu o quanto o controle financeiro pessoal é importante, mas é verdade que ainda existem muitos que deixam as finanças pessoais seguirem no “piloto automático”.

Recentemente, participei de um encontro com alguns amigos de longa data e, por conta do meu trabalho no Dinheirama, o assunto investimentos acabou aparecendo. Fiquei surpreso com o alto grau de conhecimento presente entre meus amigos, principalmente porque nenhum deles tinha contato próximo com o mundo das finanças.

A surpresa positiva pelo conhecimento de todos em finanças rapidamente passou quando aprofundamos o papo e começamos a falar do controle financeiro pessoal. Dos 5 amigos presentes, apenas um tinha o hábito e a disciplina de fazer o controle financeiro todos os meses, hábito que foi inclusive iniciado por influência do pai, que também fazia o orçamento desde a juventude.

Leitura recomendada: Orçamento Familiar além das Planilhas de Controle Financeiro 

Conhecimento não é garantia de sucesso

Fiquei abismado, afinal como é possível meus amigos terem tanto conhecimento em investimentos, inclusive falando com certa propriedade de produtos mais complexos como derivativos, debêntures, entre outros, e não desempenharem o básico, que é justamente o controle financeiro?

A segunda surpresa aconteceu quando descobri que, apesar do grande conhecimento que possuíam sobre investimentos, nenhum dos quatro que não faziam o controle financeiro era de fato um investidor. Sabiam, mas não investiam. Falavam, mas não faziam. Estranho? Trágico?

A terceira surpresa, que nem foi tão grande assim, veio quando o amigo que fazia o controle comentou o quanto o controle financeiro funcionava para sua vida, e que por conta disso havia conseguido construir um bom patrimônio.

O amigo consciente e investidor disso que já investia há alguns anos em produtos de renda fixa (aproveitando os altos juros no Brasil), como Tesouro Direto, LCI e LCA e também mantinha um percentual menor em ações, aproveitando as dicas do analista Leandro Martins no programa “Ponto a Ponto”, oferecido gratuitamente aos clientes da Rico.com.vc.

Leitura recomendada: 5 lições de Jorge Paulo Lemann para atingir o sucesso 

Reserva de emergência separada dos investimentos

Outro detalhe muito importante, que foi prontamente comentado pelo amigo que controla as finanças, foi a necessidade de manter os investimentos da reserva de emergência devidamente separados dos demais.

Ele foi enfático neste ponto: “A reserva de emergência já me salvou em momentos importantes da minha vida por conta de perda de trabalho e garantiu que meus investimentos não perdessem o propósito da realização dos meus sonhos”.

Como não poderia ser diferente, o amigo mais comedido e tranquilo foi o que ofereceu maior contribuição no bate-papo. Aliás, por conta de um certo mal-estar por parte daqueles que não faziam controle financeiro e nem investiam, o papo foi rapidamente mudando para outros temas.

Uma lição importante apareceu: não é fácil perceber o quanto o conhecimento sem ações práticas e diretas não adianta praticamente nada. Sabe aquela coisa de que “o mundo é de quem faz”? Pois é, com dinheiro é bem por aí…

Se você pensa em desenvolver o controle financeiro pessoal, tenha em mente que o fundamental não é apenas focar nas ferramentas para criar o controle, mas manter o hábito.

E por falar em ferramentas, elas podem ser as mais variáveis possíveis desde a cadernetinha, uma planilha em Excel ou até mesmo os ótimos aplicativos de controle financeiro que existem no Brasil.

Se você gosta de planilhas, nós do Dinheirama criamos a melhor planilha gratuita de controle financeiro (clique e baixe a sua agora). Ela já foi baixada por milhares de leitores ao longo dos últimos meses, é gratuita e certamente irá contribuir muito para que seu controle financeiro ajude sua vida financeira.

Vídeo recomendado: Seu dinheiro: Como criar e manter a Reserva de Emergência ideal?

Conclusão

Costumo dizer que o meu trabalho é conhecer as pessoas. A cada oportunidade de conversar e entender as expectativas e necessidades de cada um, sempre surge um aprendizado e/ou um insight interessante para que algum conteúdo produtivo possa ser criado e partilhado com todos.

Depois do papo mencionado acima, procurei individualmente cada amigo e ajudei-os a entender como o controle financeiro pessoal é importante. Mais, eu me comprometi a ajudá-los em troca de que passem o conhecimento adiante, primeiramente dentro da família e depois para outros amigos.

Se você quer começar a fazer o controle financeiro, baixe agora nossa planilha de controle financeira pessoal gratuita. Aproveite e assista também a um vídeo muito interessante gravado pelo amigo Renato De Vuono, explicando como a disciplina para controlar as finanças é fundamental para uma vida melhor:

Problemas para assistir? Clique aqui!

Obrigado e até a próxima!

Ricardo Pereira
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários