Home Empresas Copel lança novo PDV com custos de até R$ 300 mi

Copel lança novo PDV com custos de até R$ 300 mi

O desligamento deverá ocorrer em 12 meses a contar da data de efetivação da transformação da Copel em corporação em 11 de agosto de 2023

por Reuters
0 comentário
De acordo com a empresa de energia, o empregado que aderir ao PDV receberá 30 remunerações como compensação indenizatória (Imagem: Reprodução/Freepik/@evening_tao)

A Copel (CPLE3) informou nesta quinta-feira que lançou um novo plano de demissão voluntária (PDV), após conclusão de oferta de ações que culminou na privatização da companhia elétrica paranaense neste mês.

O PDV está limitado ao orçamento de 300 milhões de reais em indenizações, sem considerar o valor da multa do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e o subsídio por 1 ano de plano de saúde e vale alimentação, disse a companhia.

O prazo de adesão é de 28 de agosto a 15 de setembro, com as adesões sendo efetivadas após 6 de outubro de 2023.

“O desligamento deverá ocorrer em 12 meses a contar da data de efetivação da transformação da Copel em corporação em 11 de agosto de 2023”, segundo comunicado ao mercado.

A privatização da Copel por meio de oferta de ações movimentou 5,2 bilhões de reais em operação precificada a 8,25 reais por papel, um prêmio de 5% em relação ao preço da ação na data de lançamento da oferta.

De acordo com a empresa de energia, o empregado que aderir ao PDV receberá 30 remunerações como compensação indenizatória e cada empregado terá direito ao valor mínimo de 150 mil reais, bem como o pagamento da multa do FGTS.

“Após o desligamento, será concedida a manutenção por 12 meses do pagamento do subsídio mensal referente à mensalidade do plano de saúde e do auxílio alimentação”, acrescentou a Copel.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Mail Dinheirama

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.