Home Empresas Country Garden alerta sua incapacidade de cumprir as obrigações de dívida offshore

Country Garden alerta sua incapacidade de cumprir as obrigações de dívida offshore

O Country Garden deveria pagar na segunda-feira 66,8 milhões de dólares em cupons de títulos em dólares de 2024 e 2026

por Reuters
0 comentário

A Country Garden alertou nesta terça-feira sobre sua incapacidade de cumprir as obrigações de dívida offshore, potencialmente se juntando a uma lista crescente de incorporadoras chinesas que entraram em default e preparando o terreno para uma das maiores reestruturações de dívida do país.

As empresas que respondem por 40% das vendas de imóveis residenciais na China em sua maioria, incorporadoras imobiliárias privadas não cumpriram com suas obrigações de dívida desde que uma crise de liquidez atingiu o setor em 2021, deixando muitas casas inacabadas.

A maior incorporadora imobiliária privada chinesa não ficou inadimplente até o momento, mas deixou de pagar os cupons de alguns títulos em dólar desde o mês passado e enfrenta o fim dos períodos de carência de 30 dias para efetuar os pagamentos a partir da próxima semana.

Em um documento à bolsa de valores de Hong Kong nesta terça-feira, a Country Garden disse que suas vendas e financiamentos estavam enfrentando “desafios significativos”, e seus recursos disponíveis continuaram a diminuir.

A empresa disse que “não será capaz de cumprir todas as suas obrigações offshore quando vencidas ou dentro dos períodos de carência relevantes”, acrescentando que o não pagamento pode fazer com que os credores exijam a aceleração do pagamento ou busquem uma ação de execução.

A Country Garden, que tem 10,96 bilhões de dólares em títulos offshore e 42,7 bilhões de iuanes (5,86 bilhões de dólares) em empréstimos offshore, disse que enfrenta uma incerteza “significativa” em relação à alienação de ativos e que sua posição de caixa continuava sob pressão.

A incorporadora disse ter nomeado Houlihan Lokey, a China International Capital Corporation (CICC) e o escritório de advocacia Sidley Austin como consultores para examinar sua estrutura de capital e posição de liquidez e formular uma solução holística.

A empresa acrescentou que trabalhará com os consultores para desenvolver a solução mais pragmática e ideal para todas as partes interessadas, e pediu paciência aos credores.

Jeff Zhang, analista da Morningstar, disse que a nomeação de consultores mostrou que “o fato de a empresa entrar em default depende do resultado da reestruturação da dívida no exterior e que as próximas duas semanas serão cruciais”

“Não esperamos que a liquidez da Country Garden melhore substancialmente, já que os compradores de casas e as instituições financeiras podem continuar se mantendo à margem.”

Grandes testes

O Country Garden deveria pagar na segunda-feira 66,8 milhões de dólares em cupons de títulos em dólares de 2024 e 2026, embora os pagamentos tenham um período de carência de 30 dias. A empresa não revelou se esses pagamentos foram feitos.

A incorporadora não efetuou o pagamento do principal de 470 milhões de dólares de Hong Kong (60,04 milhões de dólares) em determinadas dívidas, informou no documento enviado à bolsa nesta terça-feira, sem fornecer mais detalhes.

A companhia enfrentará um grande teste na próxima semana, quando toda a sua dívida offshore poderá ser considerada inadimplente se não pagar um cupom de setembro de 15 milhões de dólares até 17 de outubro, após uma carência de 30 dias.

No entanto, a empresa obteve a aprovação dos detentores de títulos onshore para a extensão de nove séries de títulos com um valor principal pendente de 14,7 bilhões de iuanes (2,02 bilhões de dólares), segundo o documento.

As ações da companhia ampliaram as perdas nesta terça-feira, caindo mais de 10% à tarde, tendo perdido quase 70% de seu valor desde o início do ano.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Assine a newsletter “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.