Home Economia e Política Crescimento econômico dos EUA no 4º trimestre tem leve revisão para baixo

Crescimento econômico dos EUA no 4º trimestre tem leve revisão para baixo

O Produto Interno Bruto cresceu a uma taxa anualizada de 3,2% no último trimestre, revisada ligeiramente para baixo em relação ao ritmo de 3,3%

por Reuters
0 comentário
Consumidores durante Black Friday em Nova York

A economia dos Estados Unidos cresceu em um ritmo sólido no quarto trimestre diante dos fortes gastos dos consumidores, confirmou o governo nesta quarta-feira, mas parece ter perdido um pouco de velocidade no início do novo ano.

O Produto Interno Bruto cresceu a uma taxa anualizada de 3,2% no último trimestre, revisada ligeiramente para baixo em relação ao ritmo de 3,3% divulgado anteriormente, informou o Departamento do Comércio em sua segunda estimativa do PIB do quarto trimestre.

Economistas consultados pela Reuters esperavam que o crescimento do PIB não fosse revisado. A modesta revisão para baixo refletiu um rebaixamento do investimento em estoques privados.

A inflação foi bastante branda no último trimestre, embora tenha sido revisada ligeiramente para cima em relação às estimativas relatadas anteriormente.

A economia cresceu a um ritmo de 4,9% no trimestre de julho a setembro. Ela cresceu 2,5% em 2023, uma aceleração em relação à taxa de 1,9% de 2022, e está crescendo acima do que as autoridades do Federal Reserve consideram como a taxa de crescimento não inflacionária de 1,8%.

No entanto, há sinais de que o ímpeto diminuiu. As vendas no varejo, o início de construção de moradias, as encomendas de bens duráveis e a produção nas fábricas diminuíram em janeiro.

Parte da fraqueza dos dados no mês passado foi atribuída às temperaturas congelantes, bem como às dificuldades de ajustar os dados às flutuações sazonais no início do ano. Os economistas não estão prevendo uma recessão.

Os mercados financeiros esperam que o Fed comece a reduzir a taxa de juros em junho, conta maio esperado antes. Desde março de 2022, o banco central dos EUA aumentou sua taxa de juros em 525 pontos-base, para a faixa atual de 5,25% a 5,50%.

Veja o documento:

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Mail Dinheirama

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.