Estamos num momento de crise e ainda sem perspectivas de que este cenário irá se modificar. No entanto, nossas vidas seguem e com elas nossos sonhos e projetos. Um deles, muito comum a quase todas as pessoas, é o da casa própria. O problema é que comprar um imóvel no meio de uma crise gera muitas preocupações.

O preço de imóveis residenciais cresceu mais de 7 vezes entre 2001 e 2014. Uma alta muito forte. Agora nestes últimos meses, temos observado uma ligeira queda, tanto nas vendas como nos preços, e ficamos pensando se essas quedas irão se acentuar.

Estamos cada vez mais próximos do estouro de uma bolha imobiliária?

Este é um assunto que continua sendo questionado pelos nossos leitores do Dinheirama. E não é por menos, afinal, colocar todas as economias de uma vida na compra de um imóvel que poderá perder valor, é algo que preocupa a todos nós.

Tudo o que podemos fazer na tentativa de prever o futuro é diminuir os riscos. Neste caso, o maior risco envolvido é a falta de conhecimento. Para ajudar nossos leitores com isso, compartilhamos uma análise sobre este assunto, através do Criando Riqueza, que é o canal de finanças pessoais da Empiricus, nossa parceira de conteúdo.

O autor da análise é o Marcio Fenelon, que possui mais de uma década de experiência no mercado financeiro e de capitais, aplicados ao mercado imobiliário. Ele tem o conhecimento que precisamos para minimizar os riscos e para sabermos se estamos (ou não) próximos de encarar o estouro de uma bolha imobiliária.

Clique aqui para acessar gratuitamente o relatório preparado por ele. Nós lemos o material e gostamos. É relevante tanto para quem já fez ou pretende fazer uma negociação envolvendo imóveis.

Até a próxima!

Nota: Esta coluna é mantida pela Empiricus, que contribui para que os leitores do Dinheirama possam ter acesso a conteúdo gratuito de qualidade.

Foto: “Sao Paulo skyline”, Shutterstock.

Criando Riqueza
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários