João Carlos comenta: “Navarro, ouvindo a conversa de dois amigos meus que são microempresários, eles divagavam sobre o custo das oportunidades que ambos tinham em seus negócios, que não iam muito bem. Ficaram comparando vários cenários, mas eu não entendi bem esse assunto. Quando puder, dê sua opinião sobre isso, por favor. Obrigado“.

Tecnicamente, o custo de oportunidade é o cálculo de quanto custa abrir mão de alguma coisa para realizar outra. Observe que é um conceito bem amplo e que não diz respeito somente às questões financeiras, mas sim à grande maioria das decisões que tomamos diariamente nas mais diferentes áreas da vida!

Mais uma história da vida real

Certa vez, batendo um bom papo com um amigo, ele me contou que fez uma mudança considerável em sua rotina de trabalho para obter mais tempo livre para ficar com a família, bem como para investir em sua saúde, incluindo exercícios físicos diários em sua lista de “tarefas”.

Ele tomou essa decisão depois de ter descoberto uma doença de risco. Felizmente, ele conseguiu reverter o quadro de dores e problemas, mas para isso teve que ficar afastado do trabalho por 60 dias, além de submeter a um rigoroso (e complicado) tratamento.

Um detalhe importante: ele disse que com essa mudança, a sua renda diminuiu. A decisão de mudar sua rotina de trabalho, tomada em conjunto com sua esposa, afetou toda a família de forma significativa.

Nessa história podemos ver claramente o conceito de custo de oportunidade. Para meu amigo ter mais tempo livre, ele abriu mão de um trabalho que pagava mais. Com isso, deixou de receber uma quantia maior de dinheiro todo mês.

Por outro lado, agora ele está gozando de uma relação mais íntima com sua família e provavelmente terá menos problemas de saúde no futuro (que custam muito dinheiro para serem tratados também, é bom lembrar).

Leitura recomendada: A simplicidade e o seu papel na geração de riqueza

O custo de oportunidade nos investimentos

Legal pensarmos nesse conceito quando estamos tomando nossas decisões, não é mesmo? Em relação aos investimentos financeiros, não é diferente. Temos muitas maneiras de acelerar o crescimento de nosso patrimônio.

Uma pergunta muito comum feita por empresários e pessoas que têm algum recurso investido é: “Devo iniciar um negócio próprio ou utilizar o mercado financeiro para aplicar os recursos que seriam utilizados na empresa? Qual é a melhor escolha, principalmente diante de uma taxa de juros de 14,25% ao ano, como no atual cenário econômico?”

Para deixar esse papo mais interativo, eu gravei um vídeo curto com o amigo Roberto Indech, analista CNPI da corretora Rico.com.vc. No vídeo, nós exploramos esse assunto em mais detalhes. Confira:

Leitura recomendada: Franquias: 6 pontos importantes para quem quer investir

Conclusão

Agora que você entendeu melhor o que é o custo de oportunidade, você tem uma ferramenta importante que ajudará você em próximas decisões, seja na vida pessoal, profissional ou nos seus investimentos. Um abraço e até a próxima!

Foto “businesswoman”, Shutterstock.

Conrado Navarro
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários