Home Economia e Política Dados confirmam que economia britânica entrou em recessão no ano passado

Dados confirmam que economia britânica entrou em recessão no ano passado

A economia cresceu apenas 0,1% em todo o ano de 2023, seu desempenho mais fraco desde 2009, excluindo o ano de pico da pandemia em 2020

por Reuters
0 comentário

 A economia britânica entrou em uma recessão superficial no ano passado, confirmaram números oficiais nesta quinta-feira, deixando o primeiro-ministro Rishi Sunak com o desafio de assegurar aos eleitores que a economia está segura com ele antes de uma eleição meste ano.

O Produto Interno Bruto encolheu 0,1% no terceiro trimestre e 0,3% no quarto, sem alterações em relação às estimativas preliminares, informou o Gabinete para Estatísticas Nacional nesta quinta-feira.

Os números serão decepcionantes para Sunak, que foi acusado pelo Partido Trabalhista da oposição – muito à frente nas pesquisas de opinião – de supervisionar a “recessão de Rishi”.

“O fraco ponto de partida para o PIB deste ano significa que o crescimento do ano-calendário em 2024 provavelmente será limitado a menos de 1%”, disse Martin Beck, consultor econômico chefe do EY ITEM Club

“No entanto, uma aceleração no ritmo de crescimento este ano continua prevista.”

A economia britânica deu sinais de começar 2024 em uma base mais forte, com um crescimento mensal do PIB de 0,2% em janeiro e pesquisas não oficiais sugerindo que o crescimento continuou em fevereiro e março.

Os cortes de impostos anunciados pelo ministro das Finanças, Jeremy Hunt, e as expectativas de cortes na taxa de juros provavelmente ajudarão a economia em 2024.

A economia cresceu apenas 0,1% em todo o ano de 2023, seu desempenho mais fraco desde 2009, excluindo o ano de pico da pandemia em 2020.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.