A taxa de desemprego no Brasil ficou em 11,2% no trimestre encerrado em abril de 2016, de acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgados nesta terça-feira (31), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Foi o pior resultado da série histórica da pesquisa, iniciada em 2012, mas dentro das expectativas do mercado. De acordo com o jornal O Estado de São Paulo, os analistas que foram ouvidos sobre esse tema estimavam uma taxa de desemprego entre 10,90% e 11,50%, com mediana de 11,10%. A taxa de desocupação no Brasil cresce há 17 trimestres móveis consecutivos.

Em igual período do ano passado, a taxa de desemprego medida estava em 8%. No primeiro trimestre deste ano, o resultado foi de 10,9%.

O país já tem 11,4 milhões de pessoas desempregadas, montante também recorde na série histórica. No período de um ano, 3,3 milhões de pessoas foram levadas à fila do desemprego, o que representa um crescimento de 42,1% ante o trimestre encerrado em abril do ano passado.

Vale lembrar que, ao assumir o cargo de ministro da Fazenda, Henrique Meirelles afirmou que a taxa de desemprego poderia chegar em 14%, o seja, o pior ainda está por vir.

Odebrecht assina delação premiada para detalhar doações

A jornalista Mônica Bergamo, do jornal Folha de São Paulo, informou na edição desta terça-feira (31), que a Odebrecht e o Ministério Público Federal assinaram na quarta passada o documento que formaliza a negociação de delação premiada e de leniência da empreiteira no âmbito da Operação Lava Jato. As conversas já vinham ocorrendo há alguns meses, mas a partir de agora são oficiais.

Vídeo recomendadoA equipe econômica do governo Temer é mesmo “tudo isso”?

Filho de Lula recebeu cerca de R$ 10 milhões

Ao analisar os dados do sigilo bancário de Luís Cláudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a Operação Zelotes descobriu que ele e sua empresa, a LFT Marketing Esportivo, receberam quase R$ 10 milhões. Até agora, se sabia que Luís Cláudio embolsara R$ 2,5 mi da Marcondes & Mautoni, acusada de comprar medidas provisórias. Na verdade, foram perto de R$ 4 milhões. O resto veio de “outras fontes suspeitas”. Os investigadores querem saber qual trabalho foi prestado para resultar no recebimento dos demais valores.

A quebra dos sigilos de Luís Cláudio e da empresa dele abrange o período de 2009 a 2015. A LFT foi constituída em 2011. Uma das linhas da investigação é saber se Lula indicou empresas para contratar a firma do filho. O petista também é alvo da Zelotes.

Filho de Sérgio Machado também faz delação

O filho caçula de Sérgio Machado, ex-presidente Transpetro , também fez acordo de delação premiada. Expedito Machado Neto, conhecido como Did, resolveu colaborar com a justiça após a Operação Lava Jato identificá-lo como operador financeiro da cúpula do PMDB do Senado. Morador de Londres, Did controla um fundo de investimento na capital da Inglaterra.

A delação premiada dele foi homologada pelo ministro Teori Zavascki, relator dos processos da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, juntamente com a de seu pai. Enquanto Sérgio Machado gravou as conversas com a cúpula do PMDB no Senado para demonstrar proximidade com o grupo, Did apresentou o caminho do dinheiro desviado de obras e serviços da Transpetro.

Mercado financeiro

Em meio a um processo forte de desgaste, o governo interino de Michel Temer já vê sua continuidade em risco. De acordo com o jornal O Globo dois senadores que votaram favoravelmente pela abertura do processo de impeachment da Presidente Dilma Rousseff estariam dispostos a mudar de voto. São eles os senadores Romário (PSB) e Acir Gurgacz (PDT). Outro senador que parece poder reavaliar o voto é Cristovam Buarque (PPS).

O Ibovespa, principal benchmark da Bolsa de Valores de São Paulo, operava às 11h56 em alta de 0,15% com 49.038 pontos, enquanto o dólar subia +0,56%, sendo negociado por R$ 3,60.

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários