Você já imaginou fazer as compras através da Internet e, de quebra, ajudar instituições sem fins lucrativos que promovem os mais diversos benefícios para a sociedade? E o melhor, sem gastar um centavo a mais por isso?

Pois saiba que já é possível! Cada vez mais têm surgidos soluções inovadoras que ligam diferentes grupos (empresa, sociedade, terceiro setor) por meio da tecnologia e boas ideias.

E como estamos em período de festas e de troca de presentes, como Natal e amigo secreto, esse é o momento certo para você saber como ajudar enquanto faz as suas compras.

Conheça O Pólen

O Pólen (www.opolen.com.br) é uma plataforma criada por brasileiros com vasta experiência em e-commerce que viram a oportunidade de grandes lojas online de varejo promoverem investimento em ações sociais com o envolvimento dos seus clientes.

Por meio de um aplicativo instalado no navegador Chrome, a cada compra realizada nas lojas parceiras, uma comissão é destinada a plataforma que direciona parte dela para a instituição pré-selecionada pelo usuário.

Atualmente há 70 ONGs cadastradas com os objetivos diversos e mais de cem lojas parceiras, entre elas gigantes como Submarino, Walmart, Centauro, Netshoes, Aliexpress, Livraria Cultura, além de empresas aéreas como Gol e Tam.

Veja como funciona

Para usar é simples e seguro:

  • Acesse o site opolen.com.br;
  • Clique em Usar o app e selecione a instituição que deseja ajudar;
  • Instale o aplicativo no navegador Chrome e pronto!

Segurança

O serviço funciona como um programa de afiliados comum. Ou seja, é como se a sua visita a uma loja online tivesse origem em um anúncio que você clicou em um site de notícias. Ao clicar no anúncio de um tênis, por exemplo, e efetuar a compra, o site de notícia em questão recebe uma comissão. Por isso a utilização do plugin é segura, pois funciona como o clique em um anúncio, sem qualquer captação ou transmissão de dados.

Um ação ganha-ganha!

Nesse modelo, os e-commerces doam uma comissão percentual de cada compra realizada, uma vez identificado que o consumidor foi impactado pela campanha divulgada pelos parceiros, nesse caso ao plugin no navegador.

Parte desse valor é repassada ao “O Polen”, que distribui às ONGs escolhidas pelo usuário no momento da aquisição do produto. Quanto a comissão, 65% é destinado à ONG e 35% fica com a plataforma.

Uma ideia que começou lá em 2013 com Fernando Ott, idealizador e fundador da plataforma O Pólen, já destinou R$ 18 mil para as instituições cadastradas. No site é possível consultar um painel completo com todos os valores de comissão extraídos por compra de cada uma das lojas parceiras.

Leitura recomendada: Festas e gastos de final de ano: comemore com moderação!

Faça compras com uma boa ação!

Esperamos que tenha gostado da dica e que experimente! Sabemos que o momento econômico é de precaução e é preciso controlar bem as finanças e não esbanjar. Por isso, faça as compras com cautela, pesquise preços antes de comprar e quando decidir pela compra, faça uma boa ação sem precisar de muito esforço para isso.

Ah, este texto não é patrocinado e não tem nenhum interesse comercial específico. Nosso objetivo foi (como sempre) oferecer uma dica interessante, que tem tudo a ver com educação financeira e cidadania. Até a próxima!

Foto “Helping others”, Shutterstock.

Daniella Gomes
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários