Você já deve ter percebido que a conta do supermercado está mais alta e o carrinho não está tão cheio, não é mesmo? Pois é, os alimentos básicos tiverem aumento superior à inflação neste ano.

Para não sentir o impacto dos custos no bolso, o jeito é seguir três dicas básicas: pesquisar preços, fazer lista de compras e aproveitar bem os alimentos para não ter desperdício.

Aqui no Dinheirama você encontra artigos que irão te ajudar a economizar no supermercado, como este aqui. Agora, vamos mostrar algumas dicas simples para aproveitar melhor os alimentos, como fazer compras no supermercado e assim economizar mais e desperdiçar menos – o planeta e o seu bolso agradecem.

Leitura recomendada: Para economizar é preciso gastar: parece um paradoxo, mas não é!

Organize a sua geladeira

Antes de falar dos alimentos, é preciso fazer aquela limpeza, descartar o que estiver vencido e reorganizar. Na gaveta superior da geladeira, guarde os frios e carnes que irá usar em pouco tempo.

Já na primeira prateleira, guarde os laticínios, ovos e as sobras da última refeição e doces caseiros – ou seja os alimentos que serão consumidos em pouco tempo ou já estão abertos para consumo.

Molhos e conservas enlatadas devem ser guardadas em potes de vidro ou plástico depois de abertas para evitar contaminação. Na gaveta inferior, guarde os legumes. Já na porta, as garrafas e conservas.

O principal é organizar de forma que seja fácil visualizar tudo para não esquecer um produto perecível no fundo e acabar tendo que jogá-lo fora.

Dica prática 1: em vez de guardar aquele resto de feijão em um pote branco de sorvete (bem frustrante achar que é sorvete, mas é feijão, né?), prefira recipientes transparentes de plástico ou vidro e, mais importante, coloque uma etiqueta com data. Sabendo quando foi congelado, fica mais fácil organizar o cardápio e evitar comer o que já está vencido sem saber.

eBook gratuito recomendado: Ter uma Vida Rica Só Depende de Você

Como armazenar e não desperdiçar frutas e legumes

A regra básica é não lavar antes de guardar, pois isso pode diminuir a validade. As bananas soltam gás etileno, o que aumenta o processo de deterioração, por isso feche a ponta do cacho com filme plástico (isso aumento a validade por mais 5 dias).

Se as frutas não estão mais firmes, em vez de jogar fora, use no preparo de vitaminas e sucos. Já os legumes podem render sopas, cozidos e tortas.

Dica prática 2: alguns supermercados de grandes redes promovem ofertas especiais de hortifruti uma vez por semana. Verifique próximo da sua casa e trabalho, faça uma lista e economize.

Carnes

Tente comprar apenas as carnes que irá consumir nos próximos dias. Se vocẽ estiver diante da promoção imperdível e quiser comprar para armazenar, separe os pedaços em porções que irá consumir e embale com sacos plásticos próprios para congelar. Nunca volte a congelar uma carne já descongelada.

Gosta de vídeos? Aprenda mais: TV Dinheirama – Você no comando do seu dinheiro

Congele ervas e use por meses

Sabe aquele maço de salsinha e cebolinha que depois de uns dois dias fica murcho? Não precisa mais jogar fora ou usar em tudo que é prato de uma vez para não desperdiçar.

Uma solução simples e gostosa é congelar em formas de cubo com azeite. É só picar as ervas limpas e secas, colocar na forma e cobrir com azeite. Uma outra opção é misturar com manteiga e congelar na forma de gelo. Depois é só usar os cubos no preparo das refeições. Esse congelamento dura até 6 meses.

Pães de forma congelados

Quem mora sozinho sabe que um pacote de pão de forma é muita coisa para consumir em poucos dias. A dica é congelar pequenas quantidades em sacos plásticos, tirar uns minutos antes de consumir e aquecer em torradeira ou na frigideira.

Leitura recomendada: Poupe, poupe e poupe! Mas, e se o futuro não chegar?

Como fazer compras com economia

A única maneira de dar conta de comprar o que precisa, sem prejudicar o orçamento é através do planejamento. Sim, hoje em dia até para ir ao supermercado é preciso se organizar a fim de manter tudo no controle. Por isso, separamos algumas dicas para te ajudar a economizar:

  • Faça uma lista de compras antes de sair de casa;
  • Conheça outros mercados na sua região. É comum ter o hábito de ir ao mesmo lugar, mas pode ser que haja outra opção mais em conta do lado da sua casa;
  • Não saia de casa com fome. Ir ao mercado de “barriga vazia” é pedir para sair de lá com o carrinho cheio de guloseimas e coisas fora da lista;
  • Experimente produtos de outras marcas se a sua preferida está mais cara. Como falamos de hábito acima, é comum comprar sempre o mesmo leite, o mesmo sabão em pó, a mesma margarina. Você pode ser surpreender e fazer mais economia;
  • Procure fazer a compra semanal e não mensal. Assim, você tem como controlar os gastos da semana, usa o que comprou para esse período e evita desperdício. Além disso, com o passar do tempo você saberá exatamente qual é o consumo necessário para passar a semana e no fim do mês saberá quanto gastou. No próximo, terá uma boa noção de quanto é preciso destinar para as compras.

E você? O que faz para economizar no supermercado ou evitar o desperdício dos alimentos? Deixe sua opinião nos comentários e lembre-se: pequenas atitudes geram grandes economias! Até mais.

Daniella Gomes
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários