Estamos passando por um momento de grandes ajustes na economia. A renda está baixa e muita gente não sabe como economizar. Afinal, ganhando pouco é possível economizar e construir uma vida melhor?

Ao longo dos anos aprendemos aqui no Dinheirama, que a forma como lidamos com o dinheiro é muito mais importante do que um enorme salário.

Ter um alto salário, para quem não tem um bom planejamento financeiro, acaba sendo apenas um sinônimo de altos gastos.

A percepção de que os altos rendimentos são a solução para todos os problemas, é uma forma de desviar a atenção para uma verdade simples: só conseguem prosperar e economizar aquelas pessoas que dedicam um pouco do tempo para planejar os gastos, e percebem a importância de ajustar o padrão de vida.

Enquanto muitos só valorizam a renda, aos poucos, algumas pessoas já perceberam que é fundamental criar patrimônio e garantir um futuro melhor.

Ebook gratuito recomendado: Do Endividamento ao Investimento

É possível economizar dinheiro mesmo ganhando pouco          

Sim, é possível economizar dinheiro mesmo ganhando pouco. Com apenas algumas dicas simples é possível conquistar bons resultados e começar a economizar dinheiro de verdade, para realização dos sonhos. Acompanhe:

1. Controle suas contas

Que tal começar a controlar os seus gastos? Estou falando de controlar de verdade, com uma planilha (clique aqui e baixe gratuitamente) ou com um sistema financeiro como o Dinheirama Organizze (clique e conheça o melhor sistema de controle financeiro).

Converso todos os dias com muitas pessoas. Quase todos afirmam que controlam as contas, mas utilizam basicamente a memória para organizar os pagamentos e o padrão de gastos da família.

Controlar os gastos não é apenas listar as despesas. É olhar e analisar as contas com carinho, fazendo do exercício um verdadeiro planejamento, que estará funcionando para evitar multas por atraso, pagamentos de juros e gastos desnecessários.

Aqui a disciplina e a organização estarão ao seu lado como verdadeiras aliadas. Com um pouco de perseverança, controlar as contas se tornará um hábito saudável para toda a vida. Experimente!

5 dicas sensacionais para economizar dinheiro mesmo ganhando pouco

2. Lembre-se que o cartão de crédito é forma de pagamento e não um tipo de gasto

Para muita gente o cartão de crédito é um dos grandes vilões do orçamento.

A falta de controle e também de conhecimento, acaba por fazer com que muita gente opte por trocar a culpa de gastar sem controle, pelo discurso de vitimização em cima dos juros do cartão.

É público e notório que os juros do cartão de crédito estão em seu maior patamar. O Banco Central, inclusive, prepara uma série de medidas para tentar fazer com que as pessoas deixem de utilizar o crédito rotativo da forma como funciona hoje. A ideia é limitar a utilização apenas até o vencimento da fatura subsequente.

Leitura recomendadaComo usar o cartão de crédito de forma consciente e sem pagar juros

Muita coisa deve acontecer, de fato, para que os juros do cartão cheguem a percentuais praticados em outros países. Ainda assim, a informação de que os juros são altos está disponível e sinalizada nas faturas. O mal-uso ou o gasto além das possibilidades financeiras, é algo de responsabilidade do dono do cartão (e não do banco emissor).

Lembre-se: o cartão é uma forma de pagamento e não uma despesa.

3. Vá ao supermercado com uma listinha

Definir as compras é importante.

Sair de casa com uma lista de compras para o supermercado, funciona muito bem quando a ideia é ser objetivo e comprar de fato o que é necessário.

Outra dica importante é evitar ir às compras com fome. Isso é um perigo, porque a fome pode fazer com que optemos por comprar produtos que não são necessários.

Os supermercados hoje em dia também oferecem praças de alimentação. Antes de cair na tentação, observe se essas despesas pesam no seu orçamento.

Leitura recomendada: Dicas para economizar no supermercado e aproveitar melhor os alimentos

5 dicas sensacionais para economizar dinheiro mesmo ganhando pouco

4. O bom e velho cofrinho sempre funciona

Sabe aquele antigo cofrinho que você guardava moedas quando criança? Chegou a hora de resgatar o conceito de guardar sempre.

A facilidade do cofrinho (e seu efeito lúdico) transforma o ato de poupar algo prazeroso, ao vermos o cofrinho encher e ficar cada vez mais pesado.

Com o passar do tempo, a ideia é ir até um banco e depositar o dinheiro do cofrinho em algum tipo de investimento. Afinal, dinheiro parado é corroído pela inflação.

Ainda assim, o bom e velho cofrinho funciona, e é um ótimo instrumento para quem está disposto a economizar dinheiro mesmo gastando pouco.

Podcast recomendado: Gastar e Poupar: Entenda e pratique o básico da educação financeira

5. Lazer é importante, mas cuidado para não estourar o orçamento

Divertir-se é muito bom, mas estabeleça um limite no número de saídas com os amigos e procure alternativas mais baratas, como reuniões em casa, etc.

O controle financeiro e a utilização de um orçamento são ótimas alternativas para quem exagera nas atividades de lazer.

Lembre-se, de maneira nenhuma você deve deixar de se divertir ou praticar atividades prazerosas. A proposta é fazer tudo com equilíbrio, observando de perto as consequências que existirão para o orçamento.

O lazer serve como combustível para mantermos o pique e a disposição de trabalhar, e continuar a batalhar dia após dia por um futuro ainda melhor.

eBook gratuito recomendado: Ter uma Vida Rica Só Depende de Você

A importância da reserva de emergências para quem quer economizar dinheiro

Para juntar mais dinheiro, portanto, você precisa primeiro modificar a forma como encara a riqueza. Chegou a hora de adotar novos hábitos para que o dinheiro possa ser cada vez mais valorizado e usado com inteligência (e não através do instinto).

Mais do que focar nos resultados, você tem que analisar aquilo que gera resultados. Veja seus conhecimentos, hábitos e as atitudes que podem contribuir para uma economia de dinheiro no final do mês. Acredite, ninguém saberá fazer isso melhor do que você.

Lembre-se que construir uma reserva de emergências também é importante para quem quer economizar dinheiro, mesmo ganhando pouco. A reserva de emergência funciona como um cheque especial que irá ajudá-lo a manter o padrão de vida nos momentos de dificuldades.

Já escrevemos muitos artigos sobre o tema, e sugerimos estes dois para você ler:

Se preferir, que tal acompanhar um vídeo incrível, sobre reservas de emergências, gravado especialmente pelos amigos Conrado Navarro e Renato De Vuono? Este vídeo certamente ajudará você a entender como a reserva de emergência é algo estratégico para seu futuro:

Conclusão

A melhor maneira de você conseguir resultados melhores, é concentrar-se em transformar o seu mundo interior na maneira como você se relaciona com o dinheiro.

Basicamente, você terá que adaptar o seu orçamento doméstico para cortar aqueles gastos não essenciais e assim conseguir juntar dinheiro para pagar outras atividades ou até mesmo suprir as necessidades básicas.

Ninguém disse que seria fácil, mas acredite, é algo que transformará para sempre sua vida. Não tenha medo de admitir erros. Não perca a chance de conhecer formas novas de enxergar a vida. Esteja aberto às mudanças.

A gestão das finanças é algo fundamental. Errar, muitas vezes é algo importante e que faz parte do aprendizado. Comece respeitando mais seu bolso e olhando para o futuro. Talvez assim você descubra que uma mudança só depende de um bocado de bom senso.

Definitivamente é possível economizar, mesmo ganhando pouco. Até a próxima!

Ricardo Pereira
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários