Home Economia e Política Digam ao povo que fico! E o povo: 😱

Digam ao povo que fico! E o povo: 😱

Na vida real, o Washington Post fez uma pesquisa e descobriu que Kamala na verdade só fica um ou dois pontos pior do que Biden, ou seja, dentro da margem de erro

por tixanews
3 min leitura
(Imagem:Tixanews)

No almoço de domingo na família Biden ficou decidido que ele seguirá firme como candidato. Diz o New York Times que o maior defensor do pai foi o filho Hunter Biden, que tem dado sérias dores de cabeça a Biden, diga-se de passagem.

Para os Perdidos: Hunter Biden foi condenado há algumas semanas por ter mentido em um formulário de compra de armas. Ele disse que não consumia drogas.

Os motivos

Como são muito Republicanos, digo, Democratas, a oligarquia acredita que ele tem mais chances de derrotar Trump do que a vice-presidente, Kamala Harris.

Mas seria Kamala a única opção para substituí-lo? A oligarquia acredita que o Partido Democrata jamais negaria a candidatura a quem carrega o fato de ter sido a primeira mulher, primeira negra-americana e primeira sul-asiática-americana a ser eleita vice-presidente.

Na vida real, o Washington Post fez uma pesquisa e descobriu que Kamala na verdade só fica um ou dois pontos pior do que Biden, ou seja, dentro da margem de erro.

Clamor

Mas o buraco de Biden parece ser bem mais embaixo. De sexta para cá, o tanto de gente que pediu para o presidente abrir espaço para outro candidato, não está no gibi.

O New York Times conclamou Biden a desistir. Thomas Friedman, que é um dos principais jornalistas do diário americano, chegou a escrever que chorou durante o debate porque viu que ele não tem mais condições de ser presidente. Paul Krugman, que é Biden desde criancinha, também disse que não dá mais.

A revista Time publicou uma capa que resume o espírito do debate.

Os culpados.

A turma que diz que Biden está maravilhoso diz que a culpa dele ter ido mal no debate, claro, não foi de Biden, mas da equipe que o preparou em Camp David.  

John Morgan, um importante doador democrata que é próximo do irmão de Biden, Frank, culpou publicamente os conselheiros que administraram os preparativos do debate do presidente, citando nominalmente Ron Klain, Anita Dunn e Bob Bauer.

“Biden foi enganado por muito tempo pelo valor de Anita Dunn e seu marido. Eles precisam ir… HOJE. A trapaça é grosseira. Foi negligência política.”

E claro que também dedos foram apontados para a imprensa que, segundo a oligarquia, devia ter focado nas mentiras de Trump e não no desastre de Biden.

(Adorei essa palavra oligarquia e que um colunista do NYTimes usou. E agora só quero usar oligarquia. Mas se você está perdido, eu te ajudo a te encontrar. Oligarquia “pode ser compreendida como o poder nas mãos de poucas pessoas, que podem ou não pertencer à mesma família ou grupo.”)

Na imprensa.

Enquanto isso, a editora-chefe do Wall Street Journal, Emma Tucker, estava toda trabalhada no ‘eu avisei’, como ela mesma falou ao site Semafor na sexta-feira. O Jornal foi muito criticado quando há um mês publicou a matéria: â€œA portas fechadas, Biden mostra sinais de decadência”.

O primeiro parágrafo da matéria já diz tudo:

“Quando o presidente Biden se reuniu com líderes do Congresso na Ala Oeste em janeiro para negociar um acordo de financiamento para a Ucrânia, às vezes ele falava tão baixo que alguns participantes tinham dificuldade em ouvi-lo, segundo cinco pessoas familiarizadas com a reunião. Ele lia anotações para destacar pontos óbvios, fazia pausas por longos períodos e às vezes fechava os olhos por tanto tempo que algumas pessoas na sala se perguntavam se ele havia desligado.”

Reacts

Os Republicanos não perderam tempo e já botaram o Xi e o Putin na roda. O governador de Dakota do Norte, Doug Burgum, que está na listinha dos possíveis candidatos a vice de Trump, disse para à NBC:

“Toda a América viu. E sabe quem mais viu? Nossos adversários viram isso. Putin viu isso. Xi viu. O Aiatolá viu isso. Quer dizer, continuamos falando sobre eleições. Corremos hoje um risco de segurança nacional maior do que na quinta-feira porque o comandante-em-chefe mostrou que não é capaz de servir.”

Mas mesmo colunistas do New York Times estão dizendo algo parecido.

“Preocupo-me com o fato dos seus piores momentos ocorrerem quando ele é improvisado, como no debate, ou quando parou para responder a perguntas após sua conferência de imprensa, refutando o relatório do procurador especial e confundindo o México e o Egito. Preocupo-me que as pessoas ao redor de Biden me digam que não ficaram surpresas com seu desempenho, que o viram assim muitas vezes. Este não é o presidente que deseja um diálogo restrito e de alto risco com Benjamin Netanyahu ou Xi Jinping.”

🏌️Já o Biden fez um comício na sexta para tentar mostrar que só teve um dia ruim no debate e que está super bem. Saiu gritando no comício, para mostrar que tem voz, mas estava lá com teleprompter na frente.

Enquanto isso, na França….

….essa newsletter é para falar de eleições americanas, mas como não contar o que aconteceu na França ontem.

O Emmanuel Macron, no desespero, convocou eleições parlamentares depois que viu a extrema direita francesa ganhar importantes cadeiras no parlamentou europeu. Parece que o objetivo dele era meio que mobilizar o pessoal a ir votar conta a extrema direita. Deu certo? Not. No primeiro turno, o partido de Le Pen (que é a política que representa essa extrema direita na França) deve ganhar entre 230 e 280 cadeiras, contra 70 a 100 da coligação do Macron e 125 a 165 da aliança de esquerda.

O segundo turno acontece no domingo que vem quando se saberá se Macron sai ou não derrotado. Importante notar que Macron é presidente eleito e independentemente do resultado ficará no cargo até 2027.

Perguntas dos eleitores de Biden que não querem calar:

Por que não botam a Michelle Obama como candidata?

Por que Biden não senta para uma longa entrevista com Lex Fridman ou Joe Rogan para mostrar que ele tá super bem?

Por que Biden não deu a entrevista do Super Bowl?

Pergunta para a Tixa:

Por que você só fala do Biden? Porque vai ter muito tempo para falarmos do Trump, BRASEW!!!!!!!

De olhos nas pesquisas

Apesar de ser cedo e de o debate ainda não ter influenciado por completo as pesquisas, as médias compiladas pelo RealClearPolitics e pelo New York Times já mostram o Trump ganhando espaço de Biden. Pela média do  RealClearPolitics, a diferença subiu de 1,5 para 1,8 ponto. Já o compilado do New York Times, mostra Trump com dois pontos a mais do que Biden.

Qual a diferença dos compilados? O New York Times costuma ser mais conservador nas pesquisas que leva em consideração para fazer a média.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.