Quem começa a levar em conta a importância da educação financeira percebe como é fundamental obedecer alguns mandamentos importantes: um deles diz respeito à necessidade de implementar, no dia a dia, alguns controles para conhecer melhor os gastos e a realidade financeira familiar.

Boa parte das pessoas que faz esse controle no Brasil se utiliza das planilhas. Com o passar do tempo, surgiram softwares que facilitam esse trabalho, oferecendo aos seus usuários a possibilidade de ter a disposição muito mais informações como relatórios, gráficos, avisos sobre datas de pagamentos e outras funções muito interessantes.

Fora do Brasil, algumas experiências muito bem-sucedidas também aconteceram – o maior destaque talvez seja o Mint.Com, software que integrou ao seu sistema as movimentações bancárias. Com ele, todas as movimentações de conta corrente e cartões de crédito são atualizadas automaticamente na ferramenta.

No Brasil, essa realidade parecia distante. Eu digo parecia porque o GuiaBolso.com, ferramenta de controle e planejamento financeiro, divulgou recentemente que a sonhada integração foi alcançada. Acesse www.guiabolso.com.br para detalhes.

Para nos explicar um pouco mais sobre o assunto, conversei com Benjamin Gleason e Thiago Alvarez, fundadores do GuiaBolso.com e que dividem o comando da empresa que se orgulha de já ter ajudado mais de 40 mil pessoas a gerir suas finanças.

No ano passado, o GuiaBolso.com recebeu aporte de dois fundos de investimento: o brasileiro e.Bricks e o americano Valor Capital. Este ano, ele foi incluído num seleto grupo de empresas a fazer parte de um programa da Endeavor, uma das mais relevantes organizações globais de fomento ao empreendedorismo. Além disso, a empresa ainda pretende investir R$ 7 milhões até 2015 em inovações para ferramenta.

Acompanhe nosso papo:

Thiago, Benjamin, contém um pouco para o leitor do Dinheirama sobre suas carreiras e por que decidiram criar o GuiaBolso.com.

Thiago Alvarez e Benjamin Gleason: Nós nos conhecemos em 2007, quando entramos a trabalhar na consultoria estratégica McKinsey & Company. Antes disso, o Thiago fez mestrado em administração na PUC-SP e foi diretor financeiro da ONG Alfabetização Solidária, fundada pela Ruth Cardoso, responsável pelo orçamento de programas educacionais em mais de 2.000 municípios no Brasil.

Benjamin fez mestrado em Finanças na Wharton School (EUA), foi consultor financeiro na Hyperion Solutions e participou como voluntário de vários projetos sociais, inclusive morou na Rocinha, no Rio de Janeiro, para ajudar a reestruturar uma ONG de educação.

Quando nos conhecemos na McKinsey, percebemos que trabalhávamos muito bem juntos, e não só isso, nós dois tínhamos interesse em trabalhar com algo que tivesse um senso de propósito e ajudasse pessoas.

O tempo passou, o Benjamin havia saído da McKinsey e era diretor geral da empresa de internet Groupon no Brasil. Nos vimos em um momento de carreira em que nós dois queríamos abrir nossa própria empresa e percebemos que tínhamos experiência e metas complementares.

Aí que entra o GuiaBolso.com. Trabalhamos muito com a industria financeira quando éramos consultores, e sempre ficamos intrigados com uma coisa: como uma indústria tão grande e tão lucrativa no Brasil tinha consumidores com tanta dificuldade de entender e gerenciar suas finanças.

A maioria dos brasileiros não controla seu dinheiro e vive mês a mês, sem conseguir guardar dinheiro para qualquer eventualidade. Achamos que havia uma oportunidade de fazer alguma coisa de grande impacto nesse espaço, para ajudar a educar os brasileiros sobre suas finanças – foi então que surgiu a ideia de criar o GuiaBolso.

Começamos em 2012 com um site que possuía um controle financeiro manual e consultorias financeiras pessoais. Aprendemos muito e nosso site passou a ter mais de 400 mil visitas por mês.

Nossa experiência deixou evidente que a maior dificuldade que os brasileiros têm é de controlar dinheiro, foi daí que surgiu a ideia tornar tudo mais fácil lançando o novo GuiaBolso.com (clique e conheça). Uma plataforma inspirada em tecnologia de fora do Brasil, que vai tornar controle financeiro uma tarefa automática, deixando o tempo e esforço do usuário focado em entender suas finanças e tomar decisões inteligentes.

Quais são as principais dificuldades do brasileiro na hora de lidar com seu próprio dinheiro? Onde devemos atuar para despertar as pessoas para este tema?

T. A. e B. G.: O controle das finanças é a maior dificuldade do brasileiro. Uma pesquisa feita em Dezembro de 2013 pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostrou que mais de 80% dos brasileiros não faz nenhum tipo de controle financeiro e a principal dificuldade apontada pelas pessoas de todas as classes sociais foi disciplina para registrar gastos e receitas com regularidade, além da necessidade de fazer contas.

A falta de controle das finanças faz com que as pessoas não saibam exatamente para onde vai seu dinheiro e não façam planos sobre como gastá-lo melhor. Desta forma, fica muito mais difícil fazer sobrar dinheiro no final do mês, e isso é um grande risco, pois a maior parte das pessoas acaba ficando sem ter nenhuma folga financeira para qualquer eventualidade ou emergência que possa acontecer na vida delas.

Além disso, a implicação é também um maior endividamento das pessoas que recorrem a crédito com juros elevados para suas maiores compras, em vez de poupar dinheiro para poder consumir sem um custo financeiro.

Acreditamos que para despertar as pessoas para este tema temos que fomentar a educação financeira pessoal e, principalmente, oferecer ferramentas e dicas que tornem o controle financeiro algo fácil e parte da rotina, criando hábitos e eliminando a percepção de finanças com algo muito complexo.

Muitos de nossos leitores relatam que lidar com finanças é algo difícil, mas percebemos que o que querem dizer é que se trata de algo “chato”, talvez um pouco trabalhoso. Ferramentas como o GuiaBolso.com podem auxiliar neste processo? Como convencer as pessoas fazer mais uso da tecnologia no processo de educação financeira?

T. A. e B. G.: Definitivamente, o GuiaBolso pode ajudar neste processo. Ele foi criado e desenhado justamente com este propósito de educação e organização financeira. Pegamos o maior problema que as pessoas tem com o controle de suas finanças – registrar seus gastos e rendas – e criamos uma ferramenta que elimina este problema.

Usando o GuiaBolso.com não será preciso anotar gasto por gasto, não se perde tempo e não dá para esquecer de atualizar, pois ele está sempre atualizado. Eliminamos a parte chata e trabalhosa, pois o GuiaBolso puxa todas as informações direto do banco da pessoa. Convido o leitor a conhecer melhor a ferramenta acessando nosso site www.guiabolso.com.br.

Uma vez que puxamos as informações, elas são automaticamente classificadas em categorias, e a partir daí o usuário poderá fazer o orçamento do mês – quanto vai gastar por categoria – e acompanhar em tempo real como está indo versus suas metas.

Além disso, ele pode ver gráficos que mostram detalhes sobre as finanças – quanto gastou por categoria, maiores gastos, comparar períodos, etc. A ideia é liberar o tempo da pessoa para planejar o orçamento do mês, acompanhar seus gastos e entender para onde o dinheiro está indo.

Tecnologias como essa já são usadas em muitos países, acreditamos que o caminho para convencer as pessoas a usarem a tecnologia é mostrar a praticidade e o benefício. Quem controla o dinheiro com essas ferramentas fica tranquilo e tem uma vida financeira mais saudável.

Vocês contam com investidores importantes. Como tem sido a relação com esses investidores e como foi o processo para trazê-los para o projeto?

T. A. e B. G.: O GuiaBolso.com recebeu aporte de dois fundos de investimento: o brasileiro e.Bricks (do Grupo RBS) e o americano Valor Capital, cujo sócio fundador é Gabriel Jaramillo, ex-presidente do banco Santander.

Esses fundos e mais seis investidores pessoa-física entraram no projeto porque acreditam na missão de melhorar a vida financeira dos brasileiros e acharam no GuiaBolso a equipe certa para realizar esse objetivo.

E eles estão particularmente empolgados com essa nova tecnologia de controle financeiro, pois viram o grande impacto que teve na vida de milhões de pessoas em outros países onde o modelo já existe faz anos.

Ter investidores alinhados com a nossa missão é muito importante, com eles conseguimos viabilizar o GuiaBolso.com como um serviço gratuito e manter o nosso foco em desenvolver a melhor solução possível para o usuário final.

O processo de trazê-los para o projeto foi muito interessante e já estamos vendo os frutos da colaboração além do aporte financeiro: através de sua experiência e vasta rede de contatos, conseguimos acelerar o negócio e trazer parceiros importantes para continuar inovando no mercado brasileiro.

Vocês dizem ter solucionado o problema de atualizar as informações financeiras do usuário dentro do GuiaBolso.com (algo inédito no Brasil), ou seja, o usuário não precisa lançar suas receitas e despesas manualmente, algo que o sistema faz buscando diretamente do extrato bancário. Como isso funciona, o usuário pode esperar outras novidades no curto prazo?

T. A. e B. G.: Esta é uma tecnologia já bem conhecida fora do Brasil. Basicamente, o novo GuiaBolso.com usa uma tecnologia de ponta, que automatiza o processo de carregar e organizar as transações realizadas no banco e cartão de crédito. É rápido e fácil de usar. O usuário vê suas informações financeiras atualizadas em um único lugar em menos de dois minutos.

Basta cadastrar um e-mail, adicionar suas contas de internet banking e o GuiaBolso.com faz todo o resto. Puxa transações e as classifica automaticamente em categorias como transporte, moradia, e mercado.

Com base nessa visão clara dos gastos, o usuário pode estabelecer e acompanhar metas mensais de orçamento e analisar gráficos e relatórios, melhorando sua gestão financeira.

Pretendemos investir R$ 7 milhões até 2015, e já estamos desenvolvendo aplicativos para smartphones e novas funcionalidades que serão lançadas ao longo deste ano.

Uma grande dificuldade é manter o orçamento doméstico sob controle, especialmente no que tange a objetivos, prazos e controle de gastos. O GuiaBolso oferece ferramentas para auxiliar neste planejamento específico de metas associadas ao orçamento?

T. A. e B. G.: Sim, temos uma sessão no site que é dedicada ao planejamento e acompanhamento do orçamento. Nela a pessoa coloca quanto pretende gastar em cada categoria de gasto, e ela é atualizada automaticamente conforme os gastos são feitos no mês.

No desenvolvimento do GuiaBolso.com tivemos mais de 2.700 pessoas testando a ferramenta em beta, e vimos muitos casos de pessoas que conseguiram passar a guardar dinheiro por finalmente acompanharem o orçamento de forma recorrente. E não só isso, mas também conseguiram começar a conquistar sonhos como a compra de um apartamento, por exemplo.

Nas conversas que tivemos para agendar essa entrevista, vocês comentaram que o usuário deve buscar mais suporte e conhecimento quando decide controlar suas finanças. Consultoria, conteúdo especializado, outros serviços estão nos planos de vocês?

T. A. e B. G.: Sim, hoje já oferecemos conteúdo especializado no nosso blog e nas nossas newsletters. Este conteúdo vem cheio de dicas para melhorar a gestão financeira. Além disso, estamos desenvolvendo novas funcionalidades e serviços para nossa ferramenta, para reforçar nossa missão de ajudar a melhorar a vida financeira das pessoas.

Thiago, Benjamin, obrigado pela entrevista e parabéns pela ferramenta criada. Por favor, deixem suas colocações finais para quem deseja começar a realizar seu controle financeiro usando o GuiaBolso.com, como começar?

T.A. e B.G.: Nós que agradecemos. Para quem deseja começar a realizar seu controle, nosso recado é comece agora, não deixe para amanhã, e torne isso um hábito. O GuiaBolso.com foi idealizado para ajudar também quem nunca começou ou não teve paciência para manter seu controle atualizado.

Ao criar seu cadastro no site www.guiabolso.com.br e ver suas transações financeiras organizadas, você já começa a entender melhor onde está gastando seu dinheiro. Faça um hábito checar o seu controle uma vez por semana para ver o seu progresso, marque um horário na agenda para isso.

E para aproveitar toda a funcionalidade do GuiaBolso.com, não deixe de planejar o orçamento, usando a ferramenta especializada para isso. Com uma meta de onde e quanto vai gastar é mais difícil gastar mais do que deveria. Comece a planejar uma sobra todo mês, lembrando que melhor que poupar muito é poupar sempre.

Boa sorte! O GuiaBolso estará aqui para ajudar no que for preciso, tudo o que mais queremos é ver histórias de sucesso de quem conseguiu organizar suas finanças e com isso conquistar seus sonhos.

Ricardo Pereira
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários