Ao buscar a excelência, entendo que estou me preparando para transformar o que aprendo em conhecimento, que por sua vez será utilizado para, ao longo do tempo, tomar melhores decisões.

Tenho certeza que você, leitor do Dinheirama, também pensa dessa forma e por isso temos a preocupação de escutar cada vez mais pessoas que possam colaborar nesse processo contínuo de busca pelo conhecimento e informação de qualidade.

Hoje, o nosso entrevistado é o Caio Mesquita, CEO da Empiricus Research, uma casa independente de análise em ações. Falamos sobre os destinos da economia e as oportunidades que surgem dentro do atual cenário de incertezas durante o ano de 2014.

Falamos também sobre uma novidade que está sendo lançada pela Empiricus a versão brasileira do Wealth Builders Club. Confira como foi nosso papo:

Caio, o brasileiro está olhando para 2014 com certa preocupação, afinal não se sabe ao certo sobre o futuro do pais e principalmente o que irá acontecer na economia. Nesse cenário, é possível encontrar boas oportunidades de investimento?

Caio Mesquita: Absolutamente! Na realidade, o cenário incerto abre oportunidades interessantes que não existiriam caso houvesse maior estabilidade. Difícil é achar opções atrativas em um mercado como a Suíça, por exemplo, onde os ativos estão precificados de acordo com o risco percebido para cada um deles.

No Brasil de hoje, por outro lado, os ativos financeiros (e até os não-financeiros) estão depreciados, dada a dificuldade dos agentes financeiros em precificá-los adequadamente. A renda fixa é um ótimo exemplo: Notas do Tesouro indexadas à inflação (NTN-Bs) estão pagando mais de 6% de rentabilidade real. Num horizonte de investimento de longo prazo, essa é uma rentabilidade fantástica, impossível de se encontrar em mercados mais estáveis.

A Petrobras continua fazendo parte da mídia especializada de forma negativa e muita gente que acreditava na empresa, que foi porta de entrada de muitos investidores na bolsa, começa a olhar para ações de uma maneira diferente. Como vocês, que trabalham com a informação acompanhando de perto o mercado, lidam com empresas ou mesmo setores em que há atuação direta do governo?

C. M.: Isso é realmente um desafio. Somos analistas de investimento, ou seja, nossa “praia” está no mundo das finanças. Entender de finanças e dos mercados de capitais já é uma tarefa suficientemente complexa. Quando se adiciona mais uma camada de complexidade, fornecida pelo ambiente político, o esforço de análise fica ainda mais complicado.

Para enfrentar esse desafio, porém, não nos atrevemos a tentar entender como se desenvolverá o cenário político. Ao contrário, recorremos às ferramentas apropriadas da análise de investimentos e buscamos estabelecer níveis de retorno esperado que justificam o risco adicional (político) assumido.

Incertezas abrem oportunidades, e procuramos identificá-las e avisar nosso clientes. Recentemente, abrimos recomendação de compra para as ações da Eletrobras, por exemplo, pois contatamos uma assimetria atraente entre perdas (pouco a perder) e ganhos (muito a ganhar).

Fiquei sabendo que vocês vão lançar uma novidade: a versão brasileira do Wealth Builders Club. O que pode nos contar sobre esse projeto?

C. M.: Estamos entusiasmados com essa oportunidade. Deixe-me contar um pouco mais sobre esse projeto. O Wealth Builders Club (WBC) é o resultado de décadas de esforço pessoal do Mark Ford para ensinar as pessoas em como acumular patrimônio, especialmente financeiro.

O Mark é um dos principais sócios da Agora Inc, nosso parceiro norte-americano, e uma das maiores autoridades mundiais no tema de acumulação de riqueza. É também uma figura humana fascinante.

Vindo de uma família de classe média baixa, Mark tem, desde muito jovem, a obsessão por tornar-se rico. Aos 38 anos, já dono de um substancial patrimônio financeiro, decidiu por se aposentar dos negócios e dedicar-se a suas duas paixões: escrever poesias e ensinar as pessoas a ganhar dinheiro, usando as técnicas por ele mesmo desenvolvidas e aplicadas.

Após alguns anos, voltou a empreender e tornou-se sócio da Agora Inc. novamente. Mas Mark seguiu escrevendo sobre o tema e já publicou 12 livros, dentre eles vários best-sellers, todos tratando de como ganhar e acumular dinheiro.

Em 2010, Mark lançou a Palm Beach Letter, um publicação online de investimentos. Essa publicação serviu de inspiração para a “Cartas da Iguatemi” (clique para detalhes), irmã da Empiricus, com conteúdo focado em independência financeira.

Em 2012, Mark resolveu organizar e condensar todo esse vasto conteúdo de acumulação de riqueza no clube virtual, onde as pessoas teriam não somente acesso a essas informações de uma forma estruturada, mas também poderiam trocar suas experiências com outras pessoas passando pelo mesmo processo.

O WBC foi um sucesso estrondoso. Eu pessoalmente vi as milhares de cartas de feedback positivo (Mark estimula os membros a enviarem cartas a ele) que o Mark recebeu.  Felizmente, conseguimos convencer o Mark a oferecer esse conteúdo único aos brasileiros.  Abriremos as inscrições agora em maio. Até lá, estamos oferecendo o livro “11 Segredos para Construção de Riqueza” gratuitamente (clique aqui para download).

Já que o projeto fala justamente sobre arregimentar patrimônio, o que encontramos de diferente no material brasileiro?

C. M.: O conteúdo do Clube é desenvolvido através de cinco linhas de atuação:

  1. Renda Extra;
  2. Como Montar um Negócio de Milhões;
  3. Aposente-se no Ano que Vem;
  4. Imóveis de Renda;
  5. Vivendo como Rico.

O conteúdo é ao mesmo tempo vasto e profundo. O grande diferencial é sua aplicabilidade prática. Não se trate apenas de conceitos, recomendações ou dicas. O Clube mostra o que fazer e como fazer.

Por outro lado, a participação do membro pressupõe um alto nível de engajamento e esforço.  Não é possível construir riqueza “por osmose”. Pelo contrário, trata-se de um esforço diário, planejado. O Clube mostra o caminho, mas cabe ao indivíduo trilhá-lo.

Caio, a Empiricus também oferece muito material de qualidade, inclusive muito material gratuito. Como o leitor do Dinheirama pode ter acesso a isso?

C. M.: É simples: basta inscrever-se em nossa lista gratuita (clique aqui para isso) para receber nossos newsletters diárias. Publicamos duas newsletters por dia. A matinal é o Vida de Investidor, escrita pelo Rodolfo Amstalden. O Vida trata dos temas relevantes para o investidor individual.

À tarde, enviamos o Mercado em 5 Minutos, do Roberto Altenhofen. Nessa newsletter o Roberto analisa e comenta tudo que está rolando naquele dia. Trata-se de uma leitura rápida.  Em cinco minutos é possível estar informado e “recomendado” sobre o mercado e investimentos.

Voltando a falar um pouco sobre o mercado, muitos dos nossos leitores estão começando a investir e procuram opções a caderneta de poupança. O que vocês recomendam para pessoas com esse perfil?

C. M.: Hoje há um universo de oportunidades além da caderneta de poupança.  Para os mais conservadores, o Tesouro Direto trás possibilidades interessantes. Para os mais tolerantes a risco, há fundos imobiliários, fundos de ações e mesmo ações diretamente.

A melhor maneira de começar é experimentar. Somos práticos, empíricos e isso está no nosso nome. Queremos ajudar, mas as pessoas tem que experimentar por conta própria.

Caio, muito obrigado pela entrevista. Por favor, deixe uma mensagem final para os leitores do Dinheirama que querem conhecer ainda mais de perto o seu trabalho.

C. M.: O melhor investimento é aquele feito em você mesmo, informando-se e educando-se.  Não há melhor relação de risco e retorno. Invista em você! E conte com o nosso apoio. Conheça melhor nosso trabalho recebendo nosso conteúdo. Acesse Empiricus.com.br e confira. Obrigado e até a próxima.

Foto: divulgação.

Ricardo Pereira
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários