Home Carreira Dinheirama entrevista: Carlos Terceiro CEO e cofundador da Mobills

Dinheirama entrevista: Carlos Terceiro CEO e cofundador da Mobills

por Ricardo Pereira
0 comentário

Podemos afirmar que durante a Pandemia da Covid-19 a educação financeira se tornou um trunfo para muitas famílias.

Quem ao longo do tempo já conhecia e colocava em prática algumas lições simples como gastar menos do que ganha e construir uma reserva de emergências conseguiu o mínimo de tranquilidade para atravessar esse momento crítico.

Aprendida a lição é o momento de tornar a educação financeira uma prioridade e passar a adotar medidas práticas que tornem a educação financeira um estilo de vida.

Para tratar mais sobre a educação financeira, conversei com Carlos Terceiro, cofundador e CEO da Mobills.

Carlos Terceiro – Mobills

A Mobills é um sistema de controle financeiro pessoal online descomplicado. Criado em 2013 que tem uma de suas características levar muita educação financeira para as pessoas.

Acompanhe nossa conversa: 

Um dos poucos assuntos que ainda são tabus para o brasileiro são as finanças pessoais. Como surgiu a ideia de começar a Mobills e como vocês podem ajudar o brasileiro a acabar com esse tabu?

Carlos Terceiro: Desde cedo, desenvolvi um interesse pelos temas relacionados a finanças pessoais e educação financeira. 

Aos 14 anos, já pesquisava na internet assuntos do tipo: Como ficar milionário. E quanto mais eu lia, percebia que lições simples, tais como: gastar menos do que ganha, poupar todos os meses, ter o controle dos seus gastos e investir mensalmente eram essenciais para atingir qualquer objetivo financeiro na minha vida.

Me formei como técnico em desenvolvimento de software aos 18 anos e comecei a trabalhar com tecnologia muito cedo. Com isso, cada vez mais fui desenvolvendo minhas habilidade de criar sistemas.

Em 2013, aos 22 anos, comprei meu primeiro Smartphone, um Galaxy s2 lite na época. A primeira coisa que fiz foi procurar um aplicativo para controlar meu dinheiro. 

Lembro que procurei “gerenciador financeiro” na Google Play e, para minha surpresa, não encontrei nenhum aplicativo que me agradasse. Daí, unindo minhas paixões por tecnologia e finanças, decidi desenvolver a primeira versão do que hoje se tornou o Mobills.

Essa primeira versão começou a ter os primeiros clientes e a crescer a cada dia. Foi quando percebi que deveria me dedicar 100% e fazer do meu negócio meu propósito de vida. 

Percebi claramente como a educação financeira, presente desde cedo na minha vida, ajudou a tomar decisões financeiras inteligentes e a alcançar meus sonhos. E isso só é possível acabando com o tabu de falar de dinheiro.

Leia também: Reclamar da falta de tempo faz sentido? Adianta?

Leia também: Websérie: Aprenda a organizar a sua vida financeira em 7 dias

Durante a quarentena vocês criaram conteúdos especiais para ajudar as pessoas a superarem esse momento de grande turbulência. Algo chamou a atenção de uma forma diferente nas pessoas, algum tema?

C.T.: O impacto que tivemos trabalhando com conteúdos de educação financeira na quarentena  foi maior do que esperávamos. 

Procuramos trazer temas diversos, desde mentalidade financeira, sair das dívidas até começar a investir. 

Acho que o tema que sempre atrai bastante a atenção das pessoas é falar sobre investimentos, porém, vejo que muitos cometem o erro de estudar, estudar e estudar… e não passar do campo teórico para o prático.

É muito importante numa jornada financeira de sucesso você conhecer muito bem sua situação financeira atual para definir qual o próximo passo que você deve dar.

No caso, se você já saiu das dívidas, está no controle das suas finanças, deve montar sua reserva de emergência, também chamada de reserva de segurança. E você pode fazer isso de forma simples utilizando, por exemplo, a Grão como uma possível solução.

O erro que mais vejo as pessoas cometendo, quando o assunto é finanças, é complicar coisas que podem ser simples.

Vocês conseguiram observar durante a quarentena algum aspecto que se tornou padrão entre os usuários da Mobills em relação a vida financeira? As pessoas passaram a economizar mais?

C.T.: Em geral, estamos observando através de dados e pesquisas com nossa base que as pessoas estão gastando cada vez menos com lazer e vestuário. 

Mas, ao mesmo tempo, estão gastando mais em supermercados e contas de casa (luz e água).

Esse é um efeito esperado da pandemia. O que as pessoas precisam, neste momento, é trabalhar com 3 pilares:

  1. Manter suas fontes de renda e tentar gerar novas.
  2. Economizar dinheiro e entender como será seu novo padrão de consumo.
  3. Poupar para formar uma reserva financeira.

Outra pesquisa que fizemos com 2 mil clientes mostrou que 57% dos que controlam as finanças possuem uma reserva financeira. Já quando se trata das pessoas que não controlam as finanças, apenas 12,5% possuíam alguma reserva. 

Dessa forma, percebemos como controlar o dinheiro e aprender sobre educação financeira fazem, de fato, a diferença na vida das pessoas.

Ouça: DinheiramaCast – Projeção do Pib para 2020

Como vocês enxergam os próximos meses? Conseguem enxergar alguma melhora na economia do país no futuro próximo?

C.T.: Acredito que qualquer pessoa que der qualquer previsão do que irá acontecer, será um mero palpite. 

O que podemos fazer é seguir as melhores práticas sobre planejamento financeiro independentemente da situação e do que vai acontecer.

É muito importante poupar todos os meses, gastar menos do que ganha e definir seus objetivos financeiros tendo disciplina, constância e paciência para que eles possam ser concretizados.

Vocês tem crescido bastante e tem criado um engajamento grande com as pessoas que utilizam a Mobills. Quais os próximos passos da empresa?

C.T.: Estamos trabalhando muito com educação financeira aliada à tecnologia. Logo, buscamos entregar o conteúdo certo para cada usuário.

De forma prática, conseguimos identificar na nossa base clientes que precisam prioritariamente sair das dívidas e, assim, direcionamos dicas e conteúdos sobre esse assunto.

Alguns dos nossos próximos passos são: investir cada vez mais na nossa vertente chamada Mobills Educação que inclui nosso portal, nossas redes sociais como o perfil @mobillsedu no Instagram e cursos a preços acessíveis para quem quer aprender a investir.

Também vamos trazer muitas novidades dentro do aplicativo ainda este ano. No entanto, não podemos divulgá-las ainda.

Leia mais: 3 Motivos para não guardar dinheiro na caderneta de poupança

Agradecemos demais a entrevista. Por favor, deixe uma mensagem final para os leitores do Dinheirama que já são fãs do trabalho da Mobills.

C.T.: Gostaria de agradecer a oportunidade de participar dessa entrevista e compartilhar um pouco da minha história com os leitores do Dinheirama. 

Sou grande fã desse portal, que diversas vezes me ajudou a aprender mais sobre finanças.

Minha mensagem final é o que para mim é o mais importante quando se fala de planejamento financeiro, que é: tenha controle sobre seu dinheiro.

Dê importância e tire um tempo a cada dia ou a cada semana para olhar aonde o seu dinheiro vai, fazer seu planejamento, definir metas e acompanhar como estão indo seus gastos e ganhos. 

Pode parecer uma tarefa simples, mas os resultados de conhecer profundamente suas finanças são incalculáveis, isso lhe dará sabedoria para tomar as melhores decisões financeiras.

Foto de bongkarn thanyakij no Pexels

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Assine a newsletter “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.