Vender ou comunicar pela Web exige muito mais do que apenas ter um site na internet. É necessário estratégia para captar novos clientes, comunicar de forma efetiva e integrar a empresa física à empresa virtual.

Esta é a frase que dá abertura às explicações de quem é a empresa OAJ Treinamento Gerencial, responsável pelo renomado site “Gestor de Marketing”, quem tem como objetivo principal, a capacitação de alto nível para profissionais que desejam atuar no mercado como gestores de marketing.

E quem está à frente desta empresa de sucesso é o nosso entrevistado Olímpio Araújo Júnior. Ele atua com comunicação de marketing digital desde 1999. É consultor de marketing e professor de cursos de pós-graduação em Marketing Digital e em treinamentos de menor duração.

Foi responsável pela gestão da comunicação de marketing da Fundação Getúlio Vargas no Paraná (ISAE/FGV), foi sócio da CWBS – Curitiba Business School, Diretor de Comunicação e Marketing da EcoTerra Brasil, e Diretor Comercial da Araújo Representações Comerciais.

Seu currículo acadêmico se destaca pela formação no MBA em Comunicação Integrada de Marketing pela FGV, e o MBA em Gestão Comercial, também na FGV.

Devido à relevância dos temas relacionados às vendas e às ferramentas que auxiliam o processo de vendas; e também pela explosão recente do assunto “marketing digital” no Brasil e no mundo, convidamos o Olímpio para esta entrevista, para compreendermos melhor todo este cenário.

Olímpio, conte-nos um pouco sobre o papel do marketing como apoio às áreas de negócios das empresas em geral, desde os tempos em que a internet era incipiente, e como isso mudou com o enorme crescimento do ambiente digital.

Olímpio Araújo Júnior: O marketing tem um papel estratégico dentro de uma empresa ou organização. O objetivo do profissional de marketing é desenvolver estratégias que aumentem os resultados em conversão de vendas.

O próprio termo “marketing” é traduzido no Brasil (apesar de pouco usado dessa forma), como “mercadologia”, ou “estudo de mercado”.  O marketing deve estar presente desde a concepção do produto até a pós venda.

Todos dentro de uma empresa, desde as pessoas responsáveis pela limpeza até o presidente, precisam ter suas ações direcionadas pelo marketing. O problema é que o marketing no Brasil sempre foi confundido com “publicidade e propaganda” e muitos empresários ainda não têm o real entendimento de sua importância dentro de seus processos.

O ambiente digital é apenas um reflexo do ambiente “off-line”. Percebo que os mesmos erros que eram cometidos antes da web, continuam sendo cometidos por empresas que agora atuam no mercado digital.

Pela sua experiência, os empresários em geral compreendem a importância do marketing nos seus negócios, ou a falta deste conhecimento predomina, e termina contribuindo para a vida curta de muitas empresas?

O.A.J.: Acredito que as grandes e médias empresas tem um entendimento melhor, mas a grande maioria dos pequenos e micro empresários ainda não tem consciência da importância de uma boa gestão de marketing em seus empreendimentos. Obviamente isso interfere em seus resultados e na sobrevivência de seus negócios.

Workshop gratuito recomendado: Finanças Pessoais e Empreendedorismo

O marketing pela internet, ou marketing digital, irá substituir o marketing “off line”, ou é apenas uma ferramenta extra que se soma às iniciativas tradicionais?

O.A.J.: Marketing é marketing. O Digital é apenas um novo canal. Alguns canais tradicionais de mídia estão morrendo, como o caso de revistas e jornais impressos; porém, outros, como TV e Rádio, estão cada vez mais interligados com a web e continuam crescendo.

O que se discute hoje no meio profissional não é mais qual canal é mais importante, mas como atingir seu público ou até mesmo diferentes públicos em diferentes canais. Esse é o novo marketing, o marketing omnichannel.

O consumidor não usa apenas uma mídia e não compra apenas por um tipo de canal. Ele pesquisa on-line e compra off-line, ou conhece o produto off-line e acaba comprando on-line. O mesmo serve para a comunicação, que acontece em diversos meios atualmente.

Percebemos nestes últimos anos uma euforia em relação ao marketing digital, onde muita gente criou grandes expectativas de se tornar o próximo empreendedor de sucesso da internet, faturando alto através da venda de seu conhecimento na forma de cursos online, congressos online, etc. Estas são possibilidades reais, ou são “jogadas de marketing” para beneficiar os que fomentam estas práticas?

O.A.J.: O que acontece é que quando todo mundo usa a mesma estratégia para vender a mesma coisa e da mesma forma, isso não funciona. O mercado de produtos digitais (cursos, e-books, softwares, serviços, etc), é muito interessante e lucrativo, mas é preciso oferecer produtos que tenham real demanda, que tenham qualidade para seu público e que não estejam saturados.

Alguns desses empreendedores até conseguem um pequeno sucesso no curto prazo e se empolgam com isso, mas como seus produtos não foram desenvolvidos da maneira adequada, acabam não vendendo mais e encerram seu ciclo rapidamente, ou em algumas situações, acabam gerando insatisfação do público, o que pode gerar ainda mais problemas para o “produtor”.

O que tenho visto é que a cada lançamento surgem milhares de pessoas oferecendo a mesma coisa, no mesmo formato e com a mesma metodologia. Por exemplo, recentemente vimos uma “explosão” de “coachs” no mercado. Alguns “Gurus” de coaching surgiram prometendo que todos que fizessem seus cursos poderiam ter bons resultados no mercado.

Então milhares de pessoas, na expectativa de realizarem seus sonhos profissionais ou de conseguirem uma oportunidade em um período difícil da economia, se aventuraram nesse caminho. A grande maioria passou a oferecer os mesmos tipos de serviços, sem ao menos se questionarem se realmente havia tanta demanda para isso.

A competição ficou muito grande nesse mercado e poucos realmente conseguiram alcançar os resultados que esperavam, mas no final, quem realmente ganhou muito dinheiro foram os Gurus que venderam a promessa de uma nova carreira.

Explique para nossos leitores sobre alguns tipos de marketing que estão sendo utilizados dentro e fora da internet, como o marketing de conteúdo, de rede, de relacionamento, de guerrilha, de influência, etc.

O.A.J.: Estas são estratégias de marketing. O objetivo principal do marketing é vender seu produto pelo melhor preço possível para o consumidor adequado, fidelizando esse consumidor e atraindo-o para novas compras, assim como recebendo sua indicação para novos consumidores.

Para isso é preciso usar um “mix” de ações e estratégias, assim como um “composto” de canais. Os consumidores têm hábitos diferentes, usam canais e mídias diferentes, e consomem informação e produtos de forma diferente, além de não usarem apenas um tipo de mídia, um tipo de canal.

Então é necessários usar o maior número possível, para garantir uma boa visibilidade para seus produtos e aumentar a conversão de vendas. Também é necessário saber escolher as ferramentas, estratégias e canais adequados para cada tipo de produto, serviço ou público, para não jogar nem tempo nem dinheiro fora.

Vídeo recomendado: Cuidado com as promessas de enriquecimento fácil

Você disponibiliza através de sua empresa, um curso de formação de gestores de marketing digital. Conte-nos sobre este programa, e explique para nossos leitores o que é ser um gestor de marketing, e se este é um mercado promissor, principalmente em tempos de crise, onde muitos estão buscando trabalho.

O.A.J.: O marketing pode ser mais complexo do que as pessoas imaginam em geral, e a responsabilidade do profissional é grande, pois se suas ações não derem resultado, ele não perde apenas o dinheiro que investiu naquela ação, mas também todo o dinheiro que deixou de ganhar por não ter feito uma ação correta.

O problema é que muitos empreendedores ainda banalizam a importância de um bom planejamento, e do desenvolvimento de estratégias profissionais. No meu curso eu ensino o que aprendi na prática por mais de 20 anos como empresário e 17 anos atuando com marketing digital, como empreendedor, como consultor e como professor.

Neste tempo tive a oportunidade de desenvolver projetos próprios, de clientes, e acompanhar projetos de alunos. Isso me garantiu uma experiência que posso repassar para meus alunos, fazendo com que através da chamada “curva de aprendizado”, eles evitem erros comuns, melhorem os resultados de suas ações, reduzam custos com ações erradas, e aumentem as chances de sucesso em seus projetos e de seus negócios.

Agradecemos pela sua disponibilidade, e parabéns pelo trabalho que você desenvolve como formador de gestores de marketing.

Giovanni Coutinho
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários